Patrocínio
 


 

Notícias+


Projeto Aves: Mutum-de-penacho
Suas populações foram muito reduzidas devido à caça e a destruição de seu habitat.

MUTUM-DE-PENACHO
Crax fasciolata (Spix, 1825)
Família: Cracidae

02/10/2018 – Distribui-se pelo centro da América do Sul, do leste da Amazônia ao norte da Argentina. Há três subespécies, das quais duas ocorrem no Brasil.

Com 85 centímetros. Crax fasciolata fasciolata ocorre no Paraguai, norte da Argentina, centro-oeste e sudoeste do Brasil.

Pick-upau/Reprodução/Viviane Rodrigues Reis

Fêmea de mutum-de-penacho (Crax fasciolata).

 

O macho de Crax fasciolata fasciolata é preto; bico com cera amarela; baixo abdômen e as pontas das retrizes (penas da cauda) laterais com uma faixa estreita branca; fêmea com lado dorsal e cauda barrado de branco; barriga ocre e as penas da crista brancas e pretas.

Crax fasciolata pinima ocorre no nordeste do Brasil, no Pará e Maranhão. A fêmea possui barras finas brancas no lado dorsal e a barriga ocre pálida.

Segundo o Comitê Brasileiro de Registros Ornitológicos – CBRO (2015) o táxon Crax fasciolata xavieri foi descrito com base em exemplares de cativeiro, dos quais não se tem mais noticia. Podendo ser apenas uma variação da forma nominal, sendo necessários mais estudos.

Pick-upau/Reprodução/Viviane Rodrigues Reis

Fêmea de mutum-de-penacho (Crax fasciolata).

 

A subespécie Crax fasciolata grayi ocorre somente no leste da Bolívia.

Habita florestas, matas abertas, matas de galeria, capoeiras e pântanos. Terrícola e em geral tímido. Quando assustado refugia-se em árvores e emite finos assobios. Vive em casal ou em pequenos grupos.

Alimenta-se de frutos caídos no solo, sementes, flores e invertebrados. Suas populações foram muito reduzidas devido à caça, sendo numeroso atualmente apenas no pantanal. A postura é de dois ovos, a 4 metros de altura do solo.

A espécie está inserida na categoria Vulnerável (VU) na avaliação global (2016) da União Internacional para a Conservação da Natureza, IUCN na sigla em inglês e no estado de Minas Gerais (2008). No estado de São Paulo (2009) e no Paraná (2004) está criticamente em perigo.

A subespécie Crax fasciolata pinima do nordeste do Brasil está Criticamente em Perigo (CR) pelo Ministério do Meio Ambiente/Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade. (Ciclo 2010-2014).

Pick-upau/Reprodução/Viviane Rodrigues Reis

Fêmea de mutum-de-penacho (Crax fasciolata).

 

Em comemoração ao centenário da aprovação da Lei do Tratado das Aves Migratórias (MBTA, na sigla em inglês), importantes instituições estrangeiras como National Audubon Society, National Geographic, BirdLife International e The Cornell Lab of Ornithology, oficializaram 2018 como o Ano da Ave. Aqui no Brasil, a Agência Ambiental Pick-upau também realizará uma série de ações para a promoção do Projeto Aves, patrocinado pela Petrobras, incluindo matérias especiais sobre as aves nas mais diversas áreas, como na ciência.



O Projeto Aves realiza diversas atividades voltadas ao estudo e conservação desses animais. Pesquisas científicas como levantamentos quantitativos e qualitativos, pesquisas sobre frugivoria e dispersão de sementes, polinização de flores, são publicadas na Darwin Society Magazine; produção e plantio de espécies vegetais, além de atividades socioambientais com crianças, jovens e adultos, sobre a importância da conservação das comunidades de avifauna.



O Projeto Aves é patrocinado pela Petrobras, por meio do Programa Petrobras Socioambiental, desde 2015.

Da Redação/Viviane Rodrigues Reis
Fotos: Reprodução/Viviane Rodrigues Reis

 
 
 
 
Copyright 2018 - Pick-upau - Todos os direitos reservados - São Paulo - Brasil
 
 

 

 
Patrocínio
 
 
     
 

Nas Redes

Quem Somos
  Pesquisa Científica
Reflorestamento e Produção Florestal
corporativo@pick-upau.org.br Mitigação de Mudanças Climáticas
55 11 3571-3480 CECFLORA - Centro de Estudos e Conservação da Flora
São Paulo - SP Negócios Sustentáveis
  Publicações
  Acervo Técnico
  Central de Educação e Jornalismo Ambiental