Talha-mar (Rynchops niger)
 
 
“Aves da Mata Atlântica” chega a Ubatuba
Pick-upau inicia pesquisas sobre avifauna na cidade de Ubatuba
 

09/09/2015 – A Agência Ambiental Pick-upau, com patrocínio do Programa Petrobras Socioambiental, inicia expedições científicas por todas as praias de Ubatuba, no litoral norte de São Paulo. A campanha faz parte das ações do Projeto Darwin – Aves da Mata Atlântica, que pesquisará a avifauna nos municípios de Caraguatatuba, Bertioga, São Sebastião além de Ubatuba.

Pick-upau/Divulgação

"Aves da Mata Atlântica" chega a Ubatuba, litoral norte de São Paulo.


Ao todo serão visitadas cento e duas praias, onde foram realizados levantamentos preliminares da fisionomia, infraestrutura, ocupação humana, indicadores de poluição, atividades socioambientais, entre outros aspectos. Esses estudos servirão como base metodológica para os experimentos que serão realizados sobre a avifauna, com ênfase nas famílias Ramphastidae e Psittacidae, nos próximos anos.

Pick-upau/Divulgação

Ubatuba, litoral norte de São Paulo.


Ubatuba possui 748 mil metros quadrados de área total, mais de 20 ilhas, além das 102 praias e uma grande reserva de Mata Atlântica. Segundo a Empresa Paulista de Turismo e Eventos, Ubatuba está entre os quatro municípios mais visitados, entre os 645 municípios do Estado de São Paulo, o que gera um grande impacto econômico, social e ecológico. Ubatuba mantém três Unidades de Conservação, sendo o Parque Estadual da Serra do Mar, o maior deles, com 47 mil hectares, além do Parque Nacional da Serra da Bocaina, ao norte do município e do Parque Estadual da Ilha Anchieta. Possui comunidades tradicionais de caiçaras, quilombolas e indígenas.

Pick-upau/Divulgação

Ubatuba, litoral norte de São Paulo.


Sobre a Petrobras
A Petrobras é uma sociedade anônima de capital aberto, cujo acionista majoritário é a União Federal (representada pela Secretaria do Tesouro Nacional), atuamos como uma empresa integrada de energia nos seguintes setores: exploração e produção, refino, comercialização, transporte, petroquímica, distribuição de derivados, gás natural, energia elétrica, gás-química e biocombustíveis.
Além do Brasil, estamos presentes em outros 17 países e somos líderes do setor petrolífero no nosso país. Expandimos nossas operações para estar entre as cinco maiores empresas integradas de energia no mundo até 2030.
Nossas ações e negócios se orientam por valores que incentivam o desenvolvimento sustentável, a atuação integrada e a responsabilidade por resultados, cultivando a prontidão para mudanças e o espírito de empreender, inovar e superar desafios.
Como forma de democratizar o acesso aos recursos e garantir a transparência, realizaremos seleções públicas nacionais e regionais no Programa Petrobras Socioambiental. Os processos seletivos serão elaborados com a participação de representantes de diferentes áreas da Petrobras, da sociedade civil e do governo. Quando abertas, as seleções públicas serão amplamente divulgadas no site da Petrobras e em outros meios de comunicação. Fonte: Petrobras
Saiba mais: www.petrobras.com.br

Pick-upau/Divulgação

Ubatuba, litoral norte de São Paulo.


Sobre o Zoológico de São Paulo
Desde 1958 a Fundação Parque Zoológico de São Paulo proporciona entretenimento, desenvolve pesquisas e trabalha para a conservação das espécies mantidas em cativeiro, além de despertar a consciência ambiental da população por intermédio de suas três unidades: Zoológico, Zoo Safári e a Divisão de Produção Rural. Inserido no PEFI – Parque Estadual das Fontes do Ipiranga, um dos mais importantes segmentos remanescentes de Mata Atlântica da cidade de São Paulo, o Zoológico e o Zoo Safári acolhem algumas das nascentes do riacho do Ipiranga e abrigam dezenas de espécies da fauna nativa. Com uma área de aproximadamente 900.000 m², o Zoológico e o Zoo Safári, além de abrigar as espécies nativas mantém uma população com cerca de 3.000 animais, representados por inúmeras espécies de mamíferos, aves, répteis, anfíbios e invertebrados. Dentre estes animais encontram-se espécies bastante raras e ameaçadas de extinção, como o gavial-da-Malásia, três das quatro espécies de micos-leão (mico-leão-preto, mico-leão-de-cara-dourada e mico-leão-dourado), rinocerontes, dentre outros. Vinculado à Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo, o Zoo recebeu, desde sua abertura, mais de 85 milhões de visitantes, atendendo por ano um público de mais de 1 milhão e 600 mil pessoas.
Para manter todas as suas atividades, a Fundação conta com uma equipe de aproximadamente 400 funcionários efetivos, distribuídos nas áreas: técnica, administrativa e operacional, além de colaboradores nas categorias de estagiários, aprimorandos e voluntários. É com o esforço coordenado dessa equipe que a Fundação busca a conservação da fauna silvestre. Dentre estas áreas algumas são extremamente importantes para a manutenção da vida.



Pick-upau/Divulgação

Ubatuba, litoral norte de São Paulo.


A Divisão de Veterinária que é composta principalmente por veterinários, tratadores, enfermeiros e técnicos de laboratório, é responsável pela saúde dos animais. A equipe desta área realiza vacinações, quarentenas, exames e cirurgias, além de atendimentos clínicos e odontológicos. Conta ainda com um programa de medicina preventiva. Na equipe da Divisão de Ciências Biológicas, subdividida nos setores de Aves, Mamíferos e Répteis, os biólogos são responsáveis pelo manejo reprodutivo, exposição e demais cuidados com as espécies mantidas em cativeiro.
Em conjunto com a equipe de biólogos e tratadores do parque, o PECA – Programa de Enriquecimento Comportamental Animal visa garantir o bem-estar dos animais. Para que haja eficiência no trabalho dos técnicos e garantia da saúde dos animais, uma dieta variada e equilibrada é muito importante. Por isso, o cardápio de cada um deles é elaborado por zootecnistas e biólogos e preparado cuidadosamente pela equipe do Setor de alimentação animal. Este setor recebe anualmente cerca de 1.500 toneladas de alimentos com excelente qualidade biológica e altos valores nutritivos, produzidos na Divisão de produção rural.
A pesquisa científica também faz parte do processo de evolução da Fundação, que tem parceria com a UNIFESP para detecção e prospecção de microorganismos de interesse biotecnológico em sua compostagem. Todo esse trabalho, que tem garantido a existência da Fundação, não teria sentido sem a educação ambiental. Por meio de seu Programa de Educação Ambiental e Inclusão Social, que aproxima a população dos trabalhos desenvolvidos pelas diversas áreas, o Zoológico busca despertar a consciência ecológica de seus visitantes, principalmente das crianças, em prol da conservação da biodiversidade. Fonte: Divisão de Educação e Difusão
Saiba mais: www.zoologico.com.br

Da Redação
Com informações da Prefeitura de Ubatuba
Fotos: Reprodução/Pick-upau

 
 
 
Periquito-rico (Brotogeris tirica)
 
 
 

   
 
_Acompanhe as ações e atividades do Projeto Aves
     

 

     
             
             
  Patrocínio          
   
             
             
     
 

Nas Redes

Quem Somos
  Pesquisa Científica
Reflorestamento e Produção Florestal
corporativo@pick-upau.org.br Mitigação de Mudanças Climáticas
55 11 3571-3480 CECFLORA - Centro de Estudos e Conservação da Flora
São Paulo - SP Negócios Sustentáveis
  Publicações
  Acervo Técnico
  Central de Educação e Jornalismo Ambiental  
 
Copyright 2015-2019. Projeto Aves. © Agência Ambiental Pick-upau. Todos os direitos reservados.