Talha-mar (Rynchops niger)
 
 
Hoje é dia de passarinho, bebê
Você sabia que as aves têm um dia de comemoração somente para elas. Saiba quem criou a data e conheça mais sobre elas
 

A data foi criada em 1968 e em 2002 o sabiá-laranjeira foi escolhido como símbolo nacional do país

05/10/2018 – Hoje se comemora o Dia da Ave. A data foi criada pelo Decreto nº 63.234, de 12 Setembro de 1968 e assinado pelo Presidente Artur da Costa e Silva. Em 03 de outubro de 2002 houve a revogação pelo Decreto 9.675, assinado pelo Presidente Fernando Henrique Cardoso, que manteve a data e definiu o sabiá-laranjeira (Turdus rufiventris) como ave símbolo do Brasil.

Pick-upau/Reprodução

Beija-flor-tesoura (Eupetomena macroura).

 

O Brasil possui a segunda maior diversidade de aves do mundo, com 1.919 espécies. E isto é motivo de muito orgulho, pois as aves proporcionam diversos serviços ambientais como dispersão de sementes, controle biológico de insetos e de outros animais. São bons indicadores ambientais, fomentam o turismo de observação, gerando renda para uma cadeia inteira de negócios.

Assim como a diversidade, as ameaças também são muitas, as aves sofrem em todas as partes do mundo. O número de espécies ameaçadas em nível global é bastante elevado, 156 não existem mais tanto na natureza quanto em cativeiro, 5 foram extintas na natureza, 222 estão criticamente em perigo, 461 em perigo, 786 estão vulneráveis e 1017 estão quase ameaçadas, segundo dados da IUCN – International Union for Conservation of Nature, de 2018.

Das espécies e subespécies brasileiras, 233 estão ameaçadas de extinção, segundo dados do ICMBIO – Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, de 2014. São muitas as ameaças que contribuem para o elevado número de espécies ameaçadas como caça, desmatamento, conversão de florestas em pastagens e agricultura, introdução de espécies exóticas invasoras, poluição (efluentes industriais e domésticos, lixo, pesticidas) e mudanças climáticas.

Pick-upau/Reprodução

Garibaldi (Chrysomus ruficapillus).

 

Estas ameaças podem ser reduzidas e combatidas por todos nós, há diversos meios de ajudar as aves como plantar espécies nativas regionais criando pomares no meio rural e nas cidades; combater o desmatamento e restaurar seus habitats, conservando os recursos hídricos; instalar nectários e comedouros, mantendo-os sempre limpos e saudáveis; abdicar do uso de pesticidas e agrotóxicos, dando preferência para o controle biológico; diminuir o consumo de plásticos e promover a sua reciclagem; manter os animais domésticos como gatos em casa e instalar ninhos artificiais, pois em muitos locais há falta de cavidades naturais para as aves nidificarem.

A própria constituição brasileira afirma que é dever de todos, tanto do poder público quanto da coletividade a proteção da fauna e flora, e que devemos preservar e restaurar os processos ecológicos para que todos tenham um meio ambiente ecologicamente equilibrado.

Em comemoração ao centenário da aprovação da Lei do Tratado das Aves Migratórias (MBTA, na sigla em inglês), importantes instituições estrangeiras como National Audubon Society, National Geographic, BirdLife International e The Cornell Lab of Ornithology, oficializaram 2018 como o Ano da Ave. Aqui no Brasil, a Agência Ambiental Pick-upau também realizará uma série de ações para a promoção do Projeto Aves, patrocinado pela Petrobras, incluindo matérias especiais sobre as aves nas mais diversas áreas, como na ciência.

Pick-upau/Reprodução

Tico-tico (Zonotrichia capensis).



O Projeto Aves realiza diversas atividades voltadas ao estudo e conservação desses animais. Pesquisas científicas como levantamentos quantitativos e qualitativos, pesquisas sobre frugivoria e dispersão de sementes, polinização de flores, são publicadas na Darwin Society Magazine; produção e plantio de espécies vegetais, além de atividades socioambientais com crianças, jovens e adultos, sobre a importância da conservação das comunidades de avifauna.



O Projeto Aves é patrocinado pela Petrobras, por meio do Programa Petrobras Socioambiental, desde 2015.

Da Redação/Viviane Rodrigues Reis
Fotos: Reprodução/Pick-upau

 
 
 
Periquito-rico (Brotogeris tirica)
 
 
 

 

     
       
       
Patrocínio      
 
       
       
   
 
_Acompanhe as ações e atividades do Projeto Aves
     
 

Nas Redes

Quem Somos
  Pesquisa Científica
Reflorestamento e Produção Florestal
corporativo@pick-upau.org.br Mitigação de Mudanças Climáticas
55 11 3571-3480 CECFLORA - Centro de Estudos e Conservação da Flora
São Paulo - SP Negócios Sustentáveis
  Publicações
  Acervo Técnico
  Central de Educação e Jornalismo Ambiental  
 
Copyright 2015-2018. Projeto Aves. © Agência Ambiental Pick-upau. Todos os direitos reservados.