Patrocínio      
     
 
Talha-mar (Rynchops niger)
 
 
Fundação Pró-Sangue orienta público para doação
Doações são fundamentais para mais de 100 instituições públicas de saúde
 

12/08/2019 – A equipe da Agência Ambiental Pick-upau e do Projeto Aves incentiva a doação de sangue em São Paulo. Iniciativa é fundamental para o funcionamento de diversas instituições públicas de saúde e salvar vidas. Veja como você pode ajudar.

Quem pretende doar sangue em agosto e ainda precisa tomar a vacina contra o sarampo deve escolher primeiro a doação. É que o protocolo de triagem dos candidatos determina que aqueles que forem vacinados contra o sarampo devem aguardar 28 dias para que estejam novamente aptos a doar. Agosto, por fazer parte do inverno, é um dos meses do ano em que a quantidade de doações cai. A Fundação Pró-Sangue é uma instituição pública ligada à Secretaria da Saúde do Governo do Estado de São Paulo e ao Hospital das Clínicas.

Segundo informações da Pró-Sangue, desde que o governo de São Paulo iniciou a campanha de vacinação contra a doença, os hemocentros estão registrando aumento de recusa dos candidatos por esse motivo, o que se reflete no estoque, que está com 40% do volume necessário para abastecer 100 instituições de saúde da rede pública. Os tipos sanguíneos mais críticos, sem condições de abastecimento são O-, A+ e A-. Os tipos o+ e B- garantem o abastecimento por um dia.

Divulgação/Pick-upau

Bióloga-chefe da Pick-upau na doação de sangue, em São paulo.



A médica responsável pelo setor de triagem de doadores e coleta de sangue da Pró-Sangue, Sandra Camargo Montebello, explicou hoje (9) que os 28 dias de intervalo entre a vacinação e a próxima doação são necessários porque a vacina é feita com vírus vivos atenuados, o que significa que o receptor do sangue pode ficar doente por receber algum resquício dos vírus.

"Há um grupo de pessoas que não pode tomar a vacina e nem receber esses vírus por meio de transfusão. Mulheres grávidas e pessoas imuno comprometidas que tenham alguma doença que cause imuno supressão não podem receber esse sangue. O sangue da pessoa recém vacinada pode causar problemas para esses indivíduos, ou seja, causar infecção, desenvolver a doença. Mulher grávida pode ter problemas com o feto", disse.

Total de doadores vem caindo
Sandra afirmou, ainda, que a redução do número de doadores vem ocorrendo desde o início de 2019. "Este ano não tivemos um mês com o número adequado de candidatos. Ficou sempre abaixo da meta que nos propusemos a colher para atender todos os hospitais que abastecemos. Mas pesquisamos os motivos de recusa dos candidatos e, em julho, em primeiro lugar ficou a anemia e, em segundo a vacina, que normalmente fica lá atrás", justificou.

A meta de coleta de sangue mensal é de 11.200 coletas e o número tem ficado em torno de 9.500. Para doar sangue basta estar em boas condições de saúde e alimentado, ter entre 16 e 69 anos, pesar mais de 50 kg e levar documento de identidade original com foto recente, que permita a identificação. É preciso, ainda, evitar alimentos gordurosos nas quatro horas que antecedem a doação e, no caso de bebidas alcoólicas, 12 horas antes.

Se a pessoa estiver com gripe ou resfriado, não deve doar temporariamente. Mesmo que tenha se recuperado, deve aguardar uma semana para que esteja novamente apta à doação. Outros impedimentos poderão ser identificados durante a entrevista de triagem, no dia da doação. Da EBC.

Sobre a Fundação Pró-Sangue
A Fundação Pró-Sangue é uma instituição pública ligada à Secretaria da Saúde do Governo do Estado de São Paulo e ao Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, com a qual mantém estreito laço de cooperação acadêmica e técnico-científica.

Como instituição voltada às áreas de medicina transfusional e terapia celular, é considerada referência para a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), Organização Mundial da Saúde (OMS) e para o Ministério da Saúde.

Criada em 1984, a Pró-Sangue tem como principal missão fornecer sangue, hemocomponentes e serviços hemoterápicos concordantes com a legislação vigente e com os padrões internacionais de qualidade. Sua sede se localiza no 1º andar do Prédio dos Ambulatórios do Hospital das Clínicas, à avenida Dr. Enéas Carvalho de Aguiar, 155. Possui cinco postos fixos para doação de sangue: no Hospital das Clínicas, no Hospital do Mandaqui, no Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia, no Hospital Regional de Osasco e no Hospital Municipal de Barueri.

A Fundação Pró-Sangue está entre os cinco maiores bancos de sangue da América Latina e é centro de referência da Organização Pan-Americana de Saúde e da Organização Mundial da Saúde. Mensalmente, coleta e processa cerca de 11.000 bolsas de sangue destinadas ao atendimento de cerca de 100 instituições públicas da rede estadual de saúde, entre elas o Hospital das Clínicas, o Instituto do Coração, o Instituto do Câncer de São Paulo, o Hospital Dante Pazzanese. Essa tarefa representa um grande desafio diário, uma vez que o sangue é fruto de doação voluntária e, em nosso país ainda não há uma cultura de doação de sangue com regularidade.

Todos os processos e procedimentos da Pró-Sangue estão certificados pela ISO 9001/2015 e acreditados pela Associação Americana de Bancos de Sangue (AABB), estando embasados nos pilares: segurança, qualidade e reprodutibilidade. Os procedimentos e seus agentes apresentam total rastreabilidade graças a um sistema informatizado desenvolvido pela própria Pró-Sangue que engloba todo o ciclo do sangue.

A totalidade das bolsas de sangue doadas na Pró-Sangue é processada (na terminologia técnica, fracionada) em hemocomponentes ou componentes sanguíneos. São eles: concentrado de hemácias (ou glóbulos vermelhos), concentrado de plaquetas, plasma e crioprecipitado.

A Pró-Sangue tem compromisso estreito com a formação de profissionais e a disseminação de seus conhecimentos. Apresenta um programa educacional permanente que inclui o treinamento e desenvolvimento de profissionais médicos, enfermeiros, biologistas e técnicos de laboratório.

O desenvolvimento de pesquisa em medicina transfusional e em terapia celular também tem sido motivo de constante investimento profissional e intelectual da Instituição. Atualmente, a Instituição conta com um corpo de pesquisadores que inclui doutores e mestres, os quais estão em permanente atualização científica e desenvolvimento de projetos de pesquisa que trazem importantes respostas à comunidade acadêmica no que se refere à medicina transfusional. Fonte: www.prosangue.sp.gov.br/

Saiba como fazer a doação>

O Projeto Aves realiza diversas atividades voltadas ao estudo e conservação desses animais. Pesquisas científicas como levantamentos quantitativos e qualitativos, pesquisas sobre frugivoria e dispersão de sementes, polinização de flores, são publicadas na Darwin Society Magazine; produção e plantio de espécies vegetais, além de atividades socioambientais com crianças, jovens e adultos, sobre a importância da conservação das comunidades de avifauna. O Projeto Aves é patrocinado pela Petrobras, por meio do Programa Petrobras Socioambiental, desde 2015.

Da Redação (Da EBC)
Fotos: Divulgação/Pick-upau

 
 
 
Periquito-rico (Brotogeris tirica)
 
 
 

 

     
       
       
Patrocínio      
 
       
       
   
 
_Acompanhe as ações e atividades do Projeto Aves
     
 

Nas Redes

Quem Somos
  Pesquisa Científica
Reflorestamento e Produção Florestal
corporativo@pick-upau.org.br Mitigação de Mudanças Climáticas
55 11 3571-3480 CECFLORA - Centro de Estudos e Conservação da Flora
São Paulo - SP Negócios Sustentáveis
  Publicações
  Acervo Técnico
  Central de Educação e Jornalismo Ambiental  
 
Copyright 2015-2019. Projeto Aves. © Agência Ambiental Pick-upau. Todos os direitos reservados.