Patrocínio      
     
 
Talha-mar (Rynchops niger)
 
 
O Mundo dos Insetos
A importância dos insetos e das coleções científicas
 

19/08/2019 – Aproximadamente 80% de todas as espécies de animais descritas até o momento são insetos, eles são os mais abundantes de todos os organismos. Cerca de 800 mil espécies já foram descritas e a estimativa é de que 2-5 milhões ainda não são conhecidos.

A Os insetos existem na Terra há cerca de 330 milhões de anos. O fóssil mais antigo é do Período Devoniano, espécime da Classe Collembola. A maioria das ordens que existem atualmente é da Era Permiana, entre 200-240 milhões de anos.

Reprodução/Pick-upau

Coleções biológicas do CECFLORA. Bióloga trabalha no acervo de insetos.



Eles ocorrem em praticamente todos os ambientes, de regiões extremamente quentes até áreas com temperaturas abaixo de zero: em cavernas subterrâneas, região Antártica, no Himalaia, a seis mil metros acima do nível do mar, desertos, lagos e rios.

Existem os insetos que são prejudiciais, por atacarem plantas, transmitirem doenças a elas, aos seres humanos e a outros animais, mas uma grande quantidade fornece inúmeros benefícios, por realizarem uma gama de processos ecológicos e serviços ecossistêmicos como polinização, predação, ciclagem de nutrientes, herbivoria e controle biológico.

Reprodução/Pick-upau

Coleções biológicas do CECFLORA. Insetário.



A polinização de flores, por exemplo, é executada exemplarmente pelas abelhas; fornecem produtos comerciais como mel, cera e seda; promovem a aeração, fertilização e revolvimento do solo; são importantes na alimentação humana e de animais como peixes, anfíbios, mamíferos e aves; aplicação na medicina e em pesquisas científicas; utilização na Entomologia Forense, auxiliando a solução de casos criminais; e como indicadores biológicos.

Como consequência da alta diversidade de espécies, seus hábitos, comportamentos, hábitats e morfologia variam muito. Para estudá-los e catalogá-los é necessário o uso de técnicas corretas de coleta e transporte para que sejam mantidos perfeitamente em coleções biológicas e forneçam informações importantes por um longo tempo.

Coleções biológicas são constituídas por organismos ou partes deles, tratados, conservados, organizados e sistematizados e podem ter fins científico, didático, particular, de segurança nacional, de serviço e outros.

Reprodução/Pick-upau

Coleções biológicas do CECFLORA. Insetário.



Além de ser uma ferramenta muito importante para pesquisas científicas nas áreas de ecologia, biogeografia e conservação, é uma maneira de promover a conscientização de crianças, adolescentes e adultos por meio da educação ambiental, revelando o valor que estes organismos possuem para a integridade e funcionamento dos ecossistemas.

As coleções biológicas são divididas em cinco tipos com diferentes finalidades:

a) Coleções científicas: material biológico tratado, conservado e documentado, conforme normas e padrões garantindo segurança, acessibilidade, qualidade, longevidade, integridade e interoperabilidade dos dados da coleção, fornecendo subsídios para pesquisas científicas e para a conservação ex situ;
b) Coleções: destinado à exposição, demonstração, treinamento ou educação;
c) Coleções biológicas particulares: conservação ex situ e subsídio de pesquisas científicas e atividades didáticas;
d) Coleção de segurança nacional: acervos múltiplos de instituições públicas contendo um conjunto de genes de espécies distintas e importantes estrategicamente, visando à promoção de autossuficiência e segurança interna da nação;
e) Coleções de serviço: materiais biológicos com certificação e rastreabilidade, com intuito de gerar produtos biotecnológicos, farmacêuticos, alimentícios e serviços.

Reprodução/Pick-upau

Coleções biológicas do CECFLORA. Insetário.



As principais ordens de insetos são:

Ordem Lepidoptera: borboletas e mariposas.

Ordem Coleoptera: reúne os besouros, composta por cerca de 350 mil espécies, 40% de todos os insetos e 30% dos animais, resultando no maior grupo de organismos da terra.

Ordem Hemiptera: inclui os percevejos, barbeiros, baratas d’água, cigarras, cigarrinhas e mosca branca.

Ordem Trichoptera: integra os insetos chamados de tricópteros e é uma ordem pouco presente nas coleções entomológicas.

Ordem Ephemeroptera: conhecidos popularmente como efeméridas, insetos associados aos cursos d’água.

Ordem Hymenoptera: abriga as abelhas, marimbondos, mamangavas e vespas.

Ordem Orthoptera: integra os gafanhotos, esperanças, grilos, manés-magros e paquinhas.

Ordem Isoptera: compreende os cupins ou térmitas.

Ordem Diptera: compõem moscas, mosquitos, varejeiras, pernilongos, borrachudos e mutucas.

Ordem Odonata: inclui as libélulas.

Ordem Mantodea: reúne os louva-a-deus.

Ordem Blattaria: baratas.

Ordem Phasmatodea: engloba os bichos-pau que são diferentes dos manés-magros, representantes da Ordem Orthoptera.

Ordem Dermaptera: tesourinhas ou tesouras.

Ordem Thysanoptera: tripés.

Ordem Neuroptera: representada pelos crísopídeos, bicho-lixeiro e formiga-leão.

Reprodução/Pick-upau

Coleções biológicas do CECFLORA. Bióloga trabalha no acervo de insetos.



O Centro de Estudos e Conservação da Flora – CECFLORA, uma unidade de pesquisa da Agência Ambiental Pick-upau possui um insetário criado com financiamento do Ministério do Meio Ambiente, através do Fundo Nacional para Mudanças do Clima, FNMC e patrocínio da Petrobras, por meio do Programa Petrobras Socioambiental. A coleção científica da organização destina-se aos estudos de conservação dos habitats, realizados pela Pick-upau e para ações de educação ambiental.

O Projeto Aves realiza diversas atividades voltadas ao estudo e conservação desses animais. Pesquisas científicas como levantamentos quantitativos e qualitativos, pesquisas sobre frugivoria e dispersão de sementes, polinização de flores, são publicadas na Darwin Society Magazine; produção e plantio de espécies vegetais, além de atividades socioambientais com crianças, jovens e adultos, sobre a importância da conservação das comunidades de avifauna. O Projeto Aves é patrocinado pela Petrobras, por meio do Programa Petrobras Socioambiental, desde 2015.

Da Redação (Viviane Rodrigues Reis)
Fotos: Pick-upau/Reprodução
Com informações de Camargo et al., 2015; Leite, 2011; Lawrence; Britton, 1991.

 
 
 
Periquito-rico (Brotogeris tirica)
 
 
 

 

     
       
       
Patrocínio      
 
       
       
   
 
_Acompanhe as ações e atividades do Projeto Aves
     
 

Nas Redes

Quem Somos
  Pesquisa Científica
Reflorestamento e Produção Florestal
corporativo@pick-upau.org.br Mitigação de Mudanças Climáticas
55 11 3571-3480 CECFLORA - Centro de Estudos e Conservação da Flora
São Paulo - SP Negócios Sustentáveis
  Publicações
  Acervo Técnico
  Central de Educação e Jornalismo Ambiental  
 
Copyright 2015-2019. Projeto Aves. © Agência Ambiental Pick-upau. Todos os direitos reservados.