Patrocínio      
     
 
Talha-mar (Rynchops niger)
 
 
Mudança climática pode causar declínio em comunidades de rouxinol
Com asas mais curtas, migração está em risco. Pesquisadores sugerem mudanças evolutivas
 

05/06/2020 – Homenageado pelo poeta inglês John Keats (1795-1821) com uma “dríade alada das árvores”, a célebre ave que possui um belo e característico canto, pode estar ameaçado devido a uma mudança evolutiva, ou seja, uma redução no tamanho de suas asas.

Com essa adaptação, a migração do rouxinol pode ser severamente afetada. A espécie costuma migrar da África subsaariana para reprodução na Europa, durante o verão do hemisfério norte. No último período foram registrados apenas 7.000 pares de ninhos na Inglaterra.

Pesquisadores da Universidade Complutense de Madri, na Espanha, examinaram o tamanho das asas de duas comunidades de rouxinóis, no centro do país e descobriram que o comprimento médio das asas, em relação ao tamanho do corpo, vem diminuindo nas últimas décadas. Com essa nova realidade os pesquisadores acreditam que com asas mais curtas as aves terão menos chances de retornar aos seus criadouros, após a primeira viagem à África.

Reprodução/Wikipedia

Rouxinol.



De acordo com o estudo publicado no The Auk: Ornithological Advances, da American Ornithological Society, a seleção natural, com a redução no tamanho das asas, pode ter sido impulsionada pelas mudanças climáticas. Segundo o estudo, nas últimas décadas, o clima da primavera mudou na região central da Espanha e o verão tem apresentado períodos de seca mais intensos e longos, deixando os rouxinóis com uma janela mais curta para o desenvolvimento de seus filhotes.

Os pesquisadores acreditam que um conjunto de adaptações que tornaram o rouxinol uma exímia ave migratória, que incluiu uma grande envergadura e uma vida útil mais curta, por exemplo, que são controlados por um conjunto de genes vinculados, pode estar em adequação. Segundo os cientistas, isso significa que a pressão seletiva em uma determinada característica também pode afetar outros recursos.

A pesquisa indica que os efeitos da seca nas estações podem estar levando as aves mais bem-sucedidas a reduzir a quantidade de ovos, e com menos filhotes e menos oferta de alimento, os rouxinóis podem perder outras características que tornaram a espécie uma migrante eficaz. Isso pode ser um exemplo de “falta de adaptação”, onde as respostas das espécies lidam de forma diferente às mudanças climáticas, causando danos irreversíveis.

Reprodução/Wikipedia

Rouxinol.



"Há muitas evidências de que as mudanças climáticas afetam as aves migratórias, alterando suas datas de chegada e postura e suas características físicas nas últimas décadas", disse a principal autora Carolina Remacha, da Universidade Complutense de Madri.

“Se quisermos entender completamente como as populações de aves se adaptam a novos ambientes, a fim de ajudá-las a enfrentar os desafios de um mundo em rápida mudança, é importante chamar a atenção para os possíveis problemas de mudança desadaptativa”, conclui Remacha.


Criado em 2015, dentro do setor de pesquisa da Agência Ambiental Pick-upau, a Plataforma Darwin, o Projeto Aves realiza atividades voltadas ao estudo e conservação desses animais. Pesquisas científicas como levantamentos quantitativos e qualitativos, pesquisas sobre frugivoria e dispersão de sementes, polinização de flores, são publicadas na Darwin Society Magazine; produção e plantio de espécies vegetais, além de atividades socioambientais com crianças, jovens e adultos, sobre a importância em atuar na conservação das aves. Parcerias estratégicas como patrocínios da Petrobras e da Mitsubishi Motors incentivam essa iniciativa.

Da Redação, com informações do The Guardian
Fotos: Reprodução/Wikipedia

 
 
 
Periquito-rico (Brotogeris tirica)
 
 
 

   
 
_Acompanhe as ações e atividades do Projeto Aves
     

 

     
             
             
  Patrocínio          
   
             
             
     
 

Nas Redes

Quem Somos
  Pesquisa Científica
Reflorestamento e Produção Florestal
corporativo@pick-upau.org.br Mitigação de Mudanças Climáticas
55 11 3571-3480 CECFLORA - Centro de Estudos e Conservação da Flora
São Paulo - SP Negócios Sustentáveis
  Publicações
  Acervo Técnico
  Central de Educação e Jornalismo Ambiental  
 
Copyright 2015-2020. Projeto Aves. © Agência Ambiental Pick-upau. Todos os direitos reservados.