São Paulo, SP – Brasil
 
  +Blog da Pick-upau
   
  30/12/2008
  Nasa apresenta imagens espetaculares da Terra
 

Reprodução/Nasa
Furacões se formam, nos Oceanos Atlântico e Pacífico
Rio Amazonas, Brasil
Vulcão Shiveluch, Rússia
Represa de São Simão, Goiás e Minas Gerais, Brasil
 
Europa Ocidental, Canal da Mancha
Vulcão Deriba Caldera, Sudão
 
  Postado às 16h15
 
|
  30/12/2008
  Fogueira para aquecer girafas
 

O zoológico de Chongqing, no sudoeste da China, resolveu inovar para aquecer os animais. As girafas acostumadas com o sol escaldante da África ganharam uma fogueira para ficarem mais aquecidas e suportarem as baixíssimas temperaturas da região. Coisas de chinês...

Divulgação/ Zôo de Chongqing
 
  Postado às 16h08
 
|
  30/12/2008
  Presente: Pandas chegam à Taiwan
 

Os pandas Tuan Tuan e Yuan Yuan já chegaram à Taiwan, as imagens divulgadas pelo governo da ilha mostram os animais se adaptando ao novo abrigo. Os animais foram enviados pela China, como forma de boas relações entre os dois países, depois de anos de hostilidades, iniciadas em 1940, durante a guerra civil da China.

Divulgação/Governo de Taiwan
 
  Postado às 15h58
 
|
  30/12/2008
  Porco-da-terra: Qual é desse bicho?
 

Esse estranho animal, nascido em oito de dezembro no zoológico de Detroit, nos Estados Unidos, tem intrigado os veterinários no local. Amani, o porco-da-terra, também conhecido como orictéropo ou aardvark (“paz” em suahili), nasceu com cerca de 58 cm da ponta do rabo até o focinho, - e que focinho hein -, já suas orelhas têm 10 centímetros. Os tratadores estão realizando teste para saberem se o bebê é macho ou fêmea.

Reprodução/Zoológico de Detroit
 
  Postado às 15h50
 
|
  20/12/2008
  Ações previstas em plano devem recuperar o rio Taquari
 

As medidas previstas no Programa de Ações para Promover a Proteção e Recuperação Ambiental da Bacia Hidrográfica do Rio Taquari vão recuperar o rio a médio e longo prazos, se forem todas executadas. A afirmação é da pesquisadora Emiko Kawakami de Resende, da Embrapa Pantanal (Corumbá-MS), Unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Ela acompanhou o planejamento, levou técnicos do ministério da Agricultura para visita in loco e avaliou o programa, lançado no dia 8 de dezembro em Corumbá e no dia 9 em São Gabriel d’Oeste.

Segundo Emiko, todas as recomendações técnicas sugeridas pela Embrapa Pantanal foram incluídas no plano, além de medidas de desenvolvimento institucional.

São 31 ações propostas pelo GTI (Grupo de Trabalho Interministerial) para a recuperação do rio. Elas incluem conservação de solo e água, mitigação e manutenção da estabilidade do leito e das margens, recomposição da vegetação, reserva legal e áreas de preservação permanente, organização e desenvolvimento tecnológico e institucional e a sustentabilidade da produção do médio e baixo Taquari.

Embora o grupo tenha anunciado que algumas medidas serão iniciadas na parte alta da bacia, outras, como a manutenção de barrancas, precisam ser executadas simultaneamente no médio e baixo Taquari, segundo a pesquisadora.

Uma das ações envolve diretamente a parceria da Embrapa e se chama Sistemas Sustentáveis de Produção na Região do Médio e Baixo Taquari. O orçamento deste projeto é de R$ 1 milhão e ele deve ser concluído até março de 2010.

Algumas das ações deste projeto já estão em andamento e terão continuidade, como a avaliação e monitoramento da situação dos peixes de valor econômico para a pesca, monitoramento da pesca na bacia do Taquari e a dinâmica de populações e avaliação do nível de exploração dos estoques pesqueiros. Essas atividades são realizadas regularmente pelo SC/Pesca/MS (Sistema de Controle de Pesca do Mato Grosso do Sul).

Duas ações são novas: desenvolvimento e adaptação de tecnologias para agregar valor ao pescado e prospecção e avaliação genética intra e inter populacional das espécies para o seu manejo sustentado.

Emiko disse que algumas ações do plano estão incompletas, sem descrição da memória de cálculo e origem dos recursos. “Espero que preencham esses dados a tempo”, afirmou.

Lançamento

Cerca de 200 pessoas acompanharam a apresentação do programa na terça-feira, dia 9 de dezembro, em São Gabriel d’Oeste (MS). No dia anterior, o plano foi lançado em Corumbá, onde ações também foram apresentadas.

Os pesquisadores Alberto Feiden e Frederico Lisita, da Embrapa Pantanal, acompanharam o evento em São Gabriel, que foi organizado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e aconteceu no auditório da UCDB (Universidade Católica Dom Bosco).

Em São Gabriel, participaram da reunião representantes da Casa Civil, dos ministérios dos Transportes, do Desenvolvimento Agrário, da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento e do Meio Ambiente, além de prefeituras da região, ONGs (organizações não-governamentais), empresas de assistência técnica, comitês de bacias, governo estadual, entre outros.

Logo após o lançamento em Corumbá, no dia 8, o chefe-geral da Embrapa Pantanal, José Aníbal Comastri Filho, disse que as ações de recuperação do Taquari, no Mato Grosso do Sul, poderão ser avaliadas tecnicamente pela Unidade.

Ele afirmou que o rio é “um grande laboratório a céu aberto” e que pesquisadores devem acompanhar e monitorar a execução das atividades propostas para verificar a eficiência e eficácia das medidas de recuperação/recomposição propostas.

Rui Madruga/Embrapa
Rio Taquari: problemas de assoreamento podem ser resolvidos

Ana Maio
Embrapa Pantanal
 
  Postado às 19h29
 
|
  20/12/2008
  Taiwan ganha pandas como sinal de “amizade e paz” da China
 

Inimigos há quase sessenta anos, os governos da China e de Taiwan, protagonizaram um gesto de amizade e boa vontade. O governo chinês anunciou que um casal de pandas será mandado para Taipei, acompanhados por uma mensagem de “paz e amizade”.

Tuan Tuan e Yuan Yuan têm quatro anos de idade e viajarão acompanhados de um veterinário, um tratador e um estoque de bambus e maças, os pratos prediletos dos pandas.

Desde o fim da Guerra Civil chinesa, em 1949, o governo reclama a posse sobre a ilha de Taiwan, em maio, com a eleição de Ma Ying-jeou, presidente pró-China, as relações melhoraram, e pela primeira vez em quase 60 anos, vôos comerciais já interligam os dois territórios.

Divulgação
 
  Postado às 19h27
 
|
  20/12/2008
  Falcão invade casa nos EUA e bebê fica ferido
 

Um ataque inusitado deixa ferido um bebê em Coeur d'Alene, Idaho, nos Estados Unidos. Uma ave de rapina quebrou uma janela e invadiu a casa de Karyn Holt, que disse que seu filho estava tomando café-da-manhã no cadeirão quando a ave estilhaçou a janela.

Holt diz que o animal ficou atordoado depois de bater em vários móveis, enquanto sua filha Karyn questionava: "Por que tem um falcão em casa, mamãe?". A dona da casa levou o animal para o jardim e depois de meia hora a ave se recuperou e levantou vôo.

Segundo a bióloga Jane Cantwell, aves de rapina como o falcão-do-tanoeiro são predadores que atacam de surpresa. Eles costumam focar na presa com tanta atenção que não notam "armadilhas", como janelas de vidro.

Divulgação
Falcão-do-tanoeiro (Accipiter cooperii) é ave natural da América do Norte; machos chegam a 40 cm de altura e fêmeas, a 45 cm

Da Associated Press/Folha de São Paulo
 
  Postado às 19h25
 
|
  20/12/2008
  Pássaros precisam de um dia para aprender a cantar
 

Preste atenção nas aulas, depois tenha uma boa noite de sono, essa é a receita para aprenderem tarefas de um dia para o outro, ou pelo menos é esse o procedimento que os pássaros usam.

As aves usam uma reorganização da atividade neuronal durante as horas de sono para melhorar suas habilidades vocais, revela um estudo publicado na revista científica “Nature”. O estudo realizado por dois pesquisadores da Universidade de Chicago (EUA), Sylvian Shank e Daniel Margoliash, usou diamantes-mandarins jovens para comprovar a teoria.

Os pesquisadores descobriram que os pássaros escutam e depois reproduzem os cantos de um professor adulto, as atividades de seus neurônios premotores (ligados à aprendizagem associativa) se alteram durante o sono. Veja mais na “Nature”.

Divulgação
Diamante-mandarim (Taeniopygia guttata) foi utilizado no estudo realizado pela Universidade de Chicago, nos Estados Unidos.

Da Efe/Folha de São Paulo
 
  Postado às 19h24
 
|
  20/12/2008
  Resgatados: pingüim nasce em aquário de SP
 

Depois de 31 dias chocando um ovo, um casal de pingüins-de-magalhães ganhou seu primeiro filhote no Acqua Mundo, localizado no Guarujá, litoral sul de São Paulo. Segundo o aquário, o filhote é o segundo a nascer em cativeiro no Brasil.

Os pingüins-de-magalhães (Spheniscus magellanicus), de origem na Patagônia, (Argentina e Chile) vivem em grupos e formam casais monogâmicos, pesam até 5 kg e chegam a medir 70 cm.

Divulgação
Filhote de pingüim-de-magalhães nasceu no fim de novembro no Acqua Mundo, aquário localizado no litoral paulista.

Da Folha de São Paulo
 
  Postado às 19h08
 
|
  20/12/2008
  Guia de Rastros de mamíferos do Pantanal ganha versão revisada
 

A Embrapa Pantanal está preparando uma edição revisada do Guia de Rastros e Outros Vestígios de Mamíferos do Pantanal, lançado pela primeira vez em outubro de 2004. Segundo o pesquisador Walfrido Moraes Tomás, da Embrapa Pantanal, a nova edição teve o conteúdo atualizado, principalmente em relação a nomes científicos e fotografias.

Além de informações detalhadas sobre os rastros, o guia trata de outros tipos de vestígios que comprovam a presença de mamíferos no Pantanal, como tocas, fezes, arranhões em árvores, restos de alimentos e de outros animais, entre outros.

O pesquisador da Embrapa Pantanal (Corumbá-MS), Unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, disse que serão disponibilizados mais mil exemplares, mesma quantidade da primeira edição. Pesquisadores de fauna da Unidade estão preparando mais duas publicações: um guia trilíngue de mamíferos do Pantanal, com dados ecológicos e de comportamento dos animais, e um guia de espécies de interesse turístico da Estrada Parque.

As informações sobre como adquirir o novo guia estarão disponíveis no site da Embrapa Pantanal a partir da segunda quinzena de janeiro.

Walfrido Tomás/Embrapa
Capa da edição revisada do Guia de Rastros
Ana Maio
Embrapa Pantanal
 
  Postado às 19h07
 
|
  20/12/2008
  Aquecimento global: Lula gigante em risco
 

Uma pesquisa realizada pelos cientistas Rui Rosa, da Universidade de Lisboa (Portugal), e Brad Seibel, da Universidade de Rhode Island (Estados Unidos) sugere que lulas gigantes correm risco por causa do aquecimento global.

A lula gigante (Dosidicus gigas), comum nas águas do oceano Pacífico, poderá ser menos eficaz com os efeitos do aquecimento global, na busca por presas, informa a pesquisa publicada na revista científica “PNAS”. O trabalho simulou algumas condições previstas para o futuro nos oceanos, como as mudanças climáticas, incluindo a acidez na água e o conteúdo de gás carbônico e oxigênio e colocou as lulas gigantes nesses ambientes.

Resultado: a lula gigante possui um metabolismo muito rápido o que gera um grande consumo de oxigênio. Esse animal ao longo dia se desloca de cima para baixo, estacionando algum tempo em águas mais frias e menos oxigenadas, no fundo, e depois passam algum tempo em águas rasas com mais oxigênio.

Com os novos efeitos o ambiente da lula fica restrito, as águas rasas ficam mais quentes e ácidas, enquanto as águas profundas estão com oxigênio escasso. Tudo isso deixará a lula gigante sob risco de sobrevivência.

Instituto de Pesquisas do Aquário da Baía de Monterey/Divulgação
Lula Dosidicus gigas registrada numa profundidade de 300 m sobre o monte marinho Davidson, na costa da Califórnia Central

Do G1/Globo
 
  Postado às 19h05
 
|
  20/12/2008
  Saúde de coala
 

Especialistas do zoológico de Los Angeles comemoram a boa saúde do filhote coala. Kirrhi, nascido em 3 de abril ficou seis meses se desenvolvendo na bolsa de sua mãe, situação comum entre os marsupiais, agora o pequeno coala já pode ser visto pelo público americano junto de sua mãe, Georgie.

Divulgação/Zôo de Los Angeles
 
  Postado às 19h03
 
|
  20/12/2008
  Parceria entre Pick-upau e Condepefi lança site sobre Parque
 

O Parque Estadual das Fontes do Ipiranga (PEFI) acaba de ganhar um novo site. Produzido a partir de uma parceria entre a Agência Ambiental Pick-upau e o Conselho de Defesa do Parque Estadual das Fontes do Ipiranga (CONDEPEFI), o novo site traz informações sobre as instituições que compõem o parque como a Fundação Jardim Zoológico de São Paulo, Parque de Ciência e Tecnologia da USP (Cientec), Zôo Safári, Instituto de Botânica de São Paulo, Instituto Geológico, Jardim Botânico de São Paulo entre outras instituições.

O internauta também poderá acompanhar as atividades do conselho de defesa do parque e sugerir alternativas para sua preservação e manutenção.

Uma das últimas reservas de mata atlântica da cidade de São Paulo, o PEFI, abriga diversas espécies da flora ameaçadas de extinção e animais ‘nativos da mata’ como os bugios (Alouatta fusca), o gambá (Didelphis sp), o tucano-de-bico-verde (Ramphastos dicolorus) e o teiú (Tupinambis merianae).

Acesse www.condepefi.sp.gov.br e saiba mais sobre o Parque Estadual das Fontes do Ipiranga.

Reprodução
 
  Postado às 19h02
 
|
  14/12/2008
  Urso ganha sorvete de peixe de aniversário
 

Para comemorar um ano de vida, o urso Wilbaer ganhou um sorvete feito com maças, cenouras e peixe. Morador do zoológico Wilhema, em Stuttgart, na Alemanha, o urso dividiu seu presente com a mãe Corina.

Reprodução
 
  Postado às 15h42
 
|
  14/12/2008
  Natal de tartaruga
 

Tartarugas marinhas comemoram o Natal com “cookies” no aquário Sea Life, em Oberhausen, na Alemanha. Feitos de peixe, os biscoitos foram dados por dois mergulhadores vestidos de Papai Noel e cozinheiro.

Reprodução
 
  Postado às 15h39
 
|
  07/12/2008
  Família de ursos
 

O urso polar Flocke acaba de ganhar dois irmãozinhos, Vera a mãe, está sendo vigiada 24 horas por dias. Apesar da felicidade com o nascimento, os veterinários ainda não sabem se os filhotes irão sobreviver. Segundo os especialistas, ursos polares podem rejeitar ou comer suas crias, quando eles se sentem incomodados nas primeiras semanas do nascimento.

Reprodução
 

Da Globo
 
  Postado às 16h59
 
|
  07/12/2008
  De olho na bicharada
 

O site do zoológico de San Diego, nos Estados Unidos, monitora animais 24 horas por dia. Câmeras colocadas nos recintos dos ursos pandas, orangotangos, ursos polares e elefantes garantem todos os detalhes da vida nos animais no cativeiro.

Reprodução

Da Globo
 
  Postado às 16h55
 
|
  07/12/2008
  Zôo americano recria ambiente amazônico
 

O Metro Zôo, um dos maiores zoológicos americanos, inaugurou uma nova atração, a recriação do ambiente amazônico com mais de 100 espécies. O projeto que custou US$ 50 milhões, tem 109 mil metros quadrados, onde vivem animais como a onça, a ariranha, a sucuri e um sapo azul venenoso.

Para reproduzir o ambiente foram usadas mais de 20 mil plantas e no setor amazônico foram recriadas as épocas de seca de chuvas. “Esperamos que o esplendor inimitável da flora e da fauna da exposição ‘Amazônia e além’ (...) colabore para conservá-las para as gerações futuras”, relata a direção do zoológico em nota. “Esses tesouros regionais não são apenas magníficos, como também delicados e insubstituíveis”.

Ron Magill/Divulgação
Nativo da Guiana, o sapo Dendrobates azureus tem a pele recoberta de veneno.

Da Globo
 
  Postado às 16h50
 
|
  07/12/2008
  Lobos-marinhos pegam avião para tratamento médico
 

Encontrados fora de seu habitat natural, em praias do Paraná, Rio de Janeiro e Bahia, foram transportados de avião para terem tratamento médico. Os três lobos-marinhos foram resgatados pelo Centro de Mamíferos Aquáticos (CMA), por meio da Rede de Encalhes do Nordeste (Remane/Ibama).

Animais das espécies Arctocephalus australis e Arctocephalus tropicalis tinham ferimentos no globo ocular e foram tratados e levados para uma praia de Curitiba e devolvidos ao mar.

Divulgação
Três lobos-marinhos foram transportados em caixas especiais para tráfego de animais em vôos comerciais

Da Folha de São Paulo
 
  Postado às 16h33
 
|
  07/12/2008
  São Paulo lança selo “Madeira Legal”
 

O governo do Estado de São Paulo, através da Secretaria de Meio Ambiente pretende endurecer as regras com o comércio de madeira ilegal. O selo lançado pela SMA-SP garantirá que a empresa tem todas as licenças e que já passou por uma fiscalização.

Todas as empresas que estiverem com a documentação em dia receberão o selo, que também auxiliará na escolha do consumidor por um produto certificado e legal. Para obter o selo, o revendedor de madeira deverá se inscrever no cadastro do governo, o CADMADEIRA (Cadastro de Comerciantes de Madeira no Estado de São Paulo) e para isso é necessário ser inscrita no Ibama e ter licença para comércio de produtos florestais.

As empresas também estarão condicionadas a uma fiscalização da Polícia Ambiental e da Secretaria do Meio Ambiente

Segundo nota divulgada pela Secretaria do Meio Ambiente de SP, o estado consome cerca de 15% da madeira produzida na Amazônia, e é um dos destinos das árvores cortadas em desmatamentos ilegais: no período de setembro de 2007 a novembro de 2008 teriam sido apreendidas 6 mil toneladas de madeira clandestina, provenientes da região Norte do Brasil.

A partir de junho de 2009, somente as madeireiras que estiverem no CADMADEIRA poderão vender seus produtos ao governo do estado.

Reprodução
Macropus eugenii é um pequeno animal da família dos cangurus, popularmente conhecido como walabi na Austrália

Da Globo/SMA-SP
 
  Postado às 16h17
 
|
  07/12/2008
  Caçador recebe ‘galhada’ após atirar em veado
 

O caçador, Randy Goodman, 49, atirou em um veado no Missouri, Estados Unidos, e foi surpreendido pelo animal com uma ‘galhada’, relata a agência Associated Press.

Quando Goodman foi conferir o resultado dos dois tiros disparados, o animal com mais de 100 quilos acertou um golpe e agrediu o caçador, após o súbito ataque o animal percorreu uma pequena distância e caiu novamente, agora morto. O caçador levou sete pontos na cabeça.

Divulgação
Abate de veados é permitido no Estado norte-americano do Missouri, região central do país, durante a temporada de caça

Da Folha de São Paulo
 
  Postado às 16h05
 
|