São Paulo, SP – Brasil
 
  +Blog da Pick-upau
   
  24/01/2009
  Wei, o novo morador de Paris
 

O filhote de leopardo, Wei, com cerca de dois meses, é o novo morador do zoológico Jardin des Plantes, em Paris. Wei, seu irmão Xun e sua mãe Orly são a nova atração do parque.

Divulgação/Zoo Jardin dês Plantes
 
  Postado às 22h49
 
|
  24/01/2009
  Gorila vai para mesa de cirurgia
 

A gorila Liesel, do zoológico de Budapeste, foi levada para a mesa de cirurgia. Com 32 anos de idade, a primata mais velha do zoo foi submetida a uma operação por conta da suspeita de câncer no útero. Segundo os tratadores, Liesel deu à luz a três filhotes, mas não consegue mais engravidar desde 2000.

A operação durou cerca de três horas e os pesquisadores não encontraram nenhum tumor. O procedimento foi realizado por cirurgiões de um hospital de Budapeste e foram auxiliados por veterinários do zoológico.

Leslie passa bem, mas será mantida em observação, separada dos outros gorilas. Esta foi a primeira vez que uma operação desta natureza foi realizada na Hungria.

Divulgação/Zoo de Chester
Papagaios permanecem no centro de reprodução até escolherem seus pares

Divulgação/Zoo de Budapeste
 
  Postado às 22h48
 
|
  24/01/2009
  Zoo cria ‘agência de namoro’ para papagaios raros
 

O zoológico de Chester, no norte da Inglaterra, resolveu inovar para salvar espécies de aves ameaçadas. O parque criou uma espécie de ‘agência de namoro’ para papagaios-diadema, animais que tem seu habitat na Amazônia equatoriana, com intuito de ampliar sua procriação em cativeiro.

Ao invés de enviar machos ou fêmeas para outros zoológicos, eles agora recebem as aves em um único recinto, o centro de reprodução de papagaios raros. "Sendo um zoológico moderno, nós colocamos os papagaios juntos e damos a eles tempo para se conhecer e escolher o parceiro", explica Andrew Woolham, chefe da equipe que cuida de papagaios e pinguins no zoo.

"Quando eles são oficialmente um casal, nós os enviamos para outras coleções para que comecem sua vida nova juntos e, esperamos, se reproduzam”, completa. Até o momento, o programa de recuperação da espécie já enviou casais de papagaios para zoológicos na França, Alemanha e Portugal.

Divulgação/Zoo de Chester
Papagaios permanecem no centro de reprodução até escolherem seus pares

Do G1/Folha de S. Paulo/BBC Brasil
 
  Postado às 22h46
 
|
  24/01/2009
  Tartaruga ameaçada é a que mais ganha nos EUA
 

Em dez anos, a tartaruga-do-deserto-de-mojave (Gopherus agassizii), foi a campeã em gastos com preservação ambiental nos Estados Unidos, o governo americano desembolsou cerca de U$ 100 milhões.

O levantamento feito pelo governo revela que a tartaruga recebe mais recursos que lobos, águias-de-cabeça-branca e ursos-pardos. Todo esse dinheiro foi utilizado para evitar que o réptil fosse atropelado em estradas, para planos de monitoramento, em estudos sobre doenças respiratórias, entre outras atividades relacionadas ao bem-estar do animal.

A tartaruga que já foi muito comum no sudoeste dos EUA, hoje é encontrada nos estados de Utah, Arizona, Califórnia e Nevada.

Divulgação

Do G1/ Associated Press
 
  Postado às 22h43
 
|
  17/01/2009
  Novo morador no zoo Lincoln Park de Chicago
 

Abóbora, uma fêmea de Francois’langur, uma espécie de primata ameaçada de extinção que vive na Ásia, deu à luz um filhote laranja. O novo morador passou por testes com a equipe do zoo para saber qual o sexo e ai ganhar o nome.

Divulgação
O recife Kingman, uma das áreas cobertas pelo novo decreto de conservação americano
 
  Postado às 21h29
 
|
  17/01/2009
  EUA criam maior área de preservação marinha do mundo
 

Como forma de redenção a todas as falhas e equívocos dos últimos oito anos de mandato, o presidente norte-americano George W. Bush, criou a maior reserva marinha do planeta. Parte de três arquipélagos desabitados do Oceano Pacífico, agora são áreas protegidas por lei e estão livres da exploração de petróleo, gás e da pesca comercial.

Totalizando 505.760 quilômetros quadrados, a reserva abriga as Fossas Marianas e águas e corais das Ilhas Marianas do Norte, Atol Rosa e Samoa Americana e mais sete ilhas ao longo do equador no Pacífico.

Cada um desses locais abriga espécies raras e formações geológicas únicas no planeta.

Divulgação
O recife Kingman, uma das áreas cobertas pelo novo decreto de conservação americano

Da Folha de São Paulo/Associated Press
 
  Postado às 21h27
 
|
  17/01/2009
  Lagosta de ‘140 anos’ é libertada
 

Preso há dez dias em um tanque de um restaurante de frutos do mar em Nova York, George, uma lagosta gigante ganhou a liberdade depois de protestos do grupo de defesa dos animais Peta. O animal que pesa cerca de nove quilos foi salvo e solto ao mar. Segundo a organização, a lagosta teria 140 anos, apesar de pesquisadores afirmarem que ela pode ter no máximo 80 anos. Segundo o Peta, ‘George’ é muito velho para acabar a vida dentro de uma panela.

Reprodução

Da Folha de São Paulo
 
  Postado às 21h25
 
|
  17/01/2009
  Elefantes emagrecem mais de 5.000 quilos
 

Dieta balanceada e exercícios físicos fazem elefantes do Zoológico de San Diego, nos Estados Unidos, perderem cerca de 5.000 quilos juntos. Os sete paquidermes estavam acima do peso em relação aos animais que vivem em habitats naturais, segundo reportagem do jornal The San Diego Union Tribune.

Os tratadores cortaram do cardápio dos elefantes pão, milho e balas e mantiveram apenas o feno. Os horários das refeições também mudaram, antes os animais comiam três grandes porções por dia, agora ganham várias pequenas refeições durante o mesmo período.

Os tratadores também espalharam a refeição pelo recinto para que os elefantes tenham que se movimentar.

Reprodução
Jornal The San Diego Union Tribune mostra elefantes com peso ideal no zoológico

Da Folha de São Paulo
 
  Postado às 21h24
 
|
  17/01/2009
  Aves desaparecem de zoo no Rio de Janeiro
 

O Jardim Zoológico do Rio de Janeiro informou que cinco aves - três papagaios-do-mangue, uma arara-canindé e um araçari -, desapareceram do parque, e funcionários acreditam que os animais tenham sido roubados para comercialização.

Apesar dos recintos serem protegidos por uma porta de ferro e um cadeado, isso não foi entrave para que as aves sumissem, segundo a diretoria técnica do zoo, não havia sinais de arrombamento. “Quem entrou e levou as aves tinha acesso às chaves”, disse Victor Hugo Mesquita, diretor-técnico da RioZoo, administradora do parque. “As chaves são distribuídas entre veterinários e tratadores”, completou.

A RioZoo abriu sindicância interna. Segundo o Ibama as espécies que desapareceram são muito visadas no tráfico de animais silvestres.

Divulgação
Araras-canindé, uma das espécies que sumiu de zoo

Da Folha de São Paulo
 
  Postado às 21h23
 
|
  10/01/2009
  Imagens da Nasa mostram mudanças na Amazônia
 
Reprodução/Nasa
Rio Purus e Madeira, na divisa com a Bolívia
Ilha de Marajó, na foz do rio Amazonas
Ilhas do Rio Negro, no Parque Nacional do Jaú
Rio Demini, no extremo norte do Brasil
 
Bacia Amazônica com 6 milhões de km2 é a maior do mundo
Rios da Bacia Amazônica
Encontro dos rios Negro e Solimões
 
  Postado às 23h55
 
|
  10/01/2009
  Censo de Animais em Londres
 

O zoológico de Londres começou um censo para saber quantos animais vivem no local, e todas as espécies estão sendo contabilizadas. Cerca de 60 tratadores estão realizando o trabalho que não tem data para terminar.

Segundo o zoológico, a estimativa é que haja cerca de 650 espécies e 5 mil animais. Os bichos parecem que estão colaborando com a pesquisa...

Divulgação/Zôo de Londres
 
  Postado às 23h48
 
|
  10/01/2009
  Tubarão branco é dissecado em público na Nova Zelândia
 

Pesquisadores da Nova Zelândia dissecaram um tubarão branco de três metros na presença de mil pessoas. A necropsia examinou partes do estômago do animal, que pesa cerca de 300 quilos. A operação ainda mediu órgãos internos e removeu as mandíbulas.

Segundo o Museu de Auckland, o evento servirá para aumentar a consciência sobre a espécie, ameaçada de extinção. "Essa é também uma oportunidade rara para as pessoas ficarem perto de um tubarão dessa espécie e ver como fazemos nossas pesquisas", disse Tom Trnski, um dos cientistas que participou da operação.

O animal que foi aberto (estudado) ficou preso em uma rede de pesca por engano e não sobreviveu. Na Nova Zelândia, o tubarão branco é protegido por lei, no entanto, matá-lo sem intenção não é ilegal, desde que o incidente seja comunicado as autoridades.

M. Yerman/Divulgação

Da Folha de São Paulo/BBC
 
  Postado às 23h42
 
|
  10/01/2009
  Pesquisadores filmam raro mamífero venenoso
 

Quase desconhecido e já ameaçado de extinção, o raro Solenodon paradoxus foi filmado por uma equipe de pesquisadores do Zoológico de Londres. Vivendo no Caribe, na Ilha de Hispaniola, dividida entre Haiti e República Dominicana, o mamífero venenoso, está ameaçado de extinção por causa da caça, da destruição de seu habitat e da presença de espécies exóticas.

"Trata-se de uma criatura impressionante", disse o pesquisador Sam Tuvey, do zoológico, em nota. "É um dos mamíferos evolucionariamente mais diferentes do mundo. Com a outra espécie de solenodon, o Solenodon cubanus, encontrado em Cuba, trata-se do único mamífero vivo que injeta veneno na presa por meio de dentes especializados".

Reprodução
O Solenodon paradoxus, registrado por cientistas na República Dominicana

Do Portal G1
 
  Postado às 23h37
 
|
  10/01/2009
  Zoológico do Bronx apresenta canguru raro
 

O zoológico do Bronx, em Nova York, acaba de apresentar seu novo morador, um pequeno canguru arborícola muito raro. A espécie que vive nas copas das árvores das florestas das montanhas de Queensland, no nordeste da Austrália, abriga seus filhotes em bolsas localizadas nas barrigas, são conhecidos como marsupiais.

Divulgação/Zoológico do Bronx
Rio Taquari: problemas de assoreamento podem ser resolvidos
 
  Postado às 23h33
 
|
  10/01/2009
  Artistas recolhem 1,1 milhão de assinaturas pela Amazônia
 

Os atores Christiane Torloni e Victor Fasano comemoram a nova marca do abaixo-assinado em favor da preservação da Amazônia. Cerca de 1.106.248 pessoas já assinaram o manifesto. O documento exige que o artigo 225 da Constituição, que trata a Amazônia como patrimônio nacional, seja respeitado e alerta sobre a responsabilidade do governo e da sociedade sobre sua preservação.

A campanha que completa dois anos tem o nome de muitas celebridades em suas folhas. “Há uma relação maravilhosa com políticos, intelectuais, Academia Brasileira de Letras... Temos de Gisele Bündchen a Fernando Henrique Cardoso. Pelé assinou no final do ano e Roberto Carlos assinará no começo deste ano”, conta Torloni.

A atriz diz que a próxima etapa será fazer uma vigília no Senado e entregar o abaixo-assinado ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “Já pedimos uma audiência há meses, mas não é uma coisa fácil ser recebida pelo Presidente da República”, explicou Torloni ao Globo Amazônia.

A campanha surgiu depois das gravações da minissérie Amazônia, da TV Globo. “Vivemos dois meses no Acre vendo desmatamento. [Por causa das queimadas] havia uma hora em que você não via nem luz do sol. Pensamos que alguma coisa deveria ser feita.”

Para saber mais acesse: www.amazoniaparasempre.com.br

Amazônia para Sempre/Divulgação

Do Portal G1
 
  Postado às 23h22
 
|
  10/01/2009
  Alpaca ganha o nome de Obama
 

Uma alpaca nascida no zoológico de Frankfurt, no sul da Alemanha, ganhou o nome de Obama, em homenagem ao presidente eleito norte-americano, Barack Obama, informou a agência de notícias alemã DPA.

A pequena alpaca nasceu no mesmo dia da vitória do candidato democrata à Casa Branca, 5 de novembro de 2008. Segundo a direção do zoológico, esse era o nome mais apropriado para o parente da lhama.

A alpaca pertencente à família dos camelídeos, e natural da América Latina, possui pelagem densa e macia.

Reprodução
Alpacas são parentes das lhamas com pelo denso e macio

Da Folha de São Paulo/Ansa
 
  Postado às 23h15
 
|