São Paulo, SP – Brasil
 
  +Blog da Pick-upau
   
  27/04/2009
  Fóssil achado no Canadá pode ser o bicho terrestre mais antigo
 

Fóssil de foca com cerca de 20 milhões de anos, é encontrado no Canadá. Com pouco mais de 1 m de comprimento, o animal não possuía nadadeiras, mas patas. Puijila darwini (nome da espécie homenageia Darwin e o nome de gênero, Puijila, na língua indígena inuktikut, significa “pequeno mamífero marinho”) vivia, onde hoje é o Nunavut, no Ártico canadense.

Descrito por Natalia Rybczynski, do Museu Canadense de Natureza, é o mais primitivo membro do seu grupo de mamíferos, o que traz importantes pistas sobre a origem das focas. Possuía uma cauda comprida e proporções corporais semelhantes a das lontras atuais.

As proporções dos membros e dedos indicam que ela tinha membranas nas patas, mais semelhanças com as lontras. Provavelmente, nadava pelos ambientes fluviais com movimentos de remo, que combinam com os membros dianteiros e trasseiros.

A descoberta indica que os ancestrais das modernas focas podem ter surgido no Ártico. A partir de um grupo de mamíferos, cujos parentes mais próximos são os tataravós dos ursos modernos, de acordo com os paleontólogos.

Stefan Thompson/Divulgação
Reconstituição artística mostra como o bicho nadava
 
Alex Tirabasso/Canadian Museum of Nature
Reconstrução em 3D do esqueleto da criatura
 
Mark A. Klingler/Carnegie Museum of Natural History
O animal em seu habitat, segundo concepção artística

Portal Do G1
 
  Postado às 11h57
 
|
  27/04/2009
  Família de capivaras são atração em zoo da Inglaterra
 

Capivaras recém-nascidas correm atrás da mãe para mamarem, mas essa parece não ter muita paciência e não para quieta no zoológico Marwell, na Inglaterra. Sorte dos filhotes serem espertos e não desistirem tão fácil da alimentação, mesmo com a mãe indo de um lado a outro.

Divulgação/Zoo Marwell
 
  Postado às 11h57
 
|
  27/04/2009
  Fabricante lança 1º telefone celular com energia solar no Japão
 

A empresa japonesa Sharp, lançará em junho o primeiro celular com energia solar. Com um painel solar que permite carregar até 80% de sua bateria, o que resulta na diminuição das emissões do dióxido de carbono na atmosfera, o novo aparelho parece ser uma ótima alternativa para o setor de telefonia móvel, informou a agencia local de noticias de Kyodo.

Para cada dez minutos que o aparelho for exposto a luz solar, o usuário pode conversar durante um minuto e pode mantê-lo ligado por duas horas no modo econômico. Ainda não se sabe quanto o aparelho custará, já que deverá ser fixada pela KDDI, terceira maior operada de telefonia japonesa.

A Samsung, companhia sul-coreana apresentou, em fevereiro o Blue Earth, o primeiro celular com painel solar para recarregar a bateria.

Reprodução
Para cada dez minutos que o aparelho é exposto à luz solar, o usuário poderá conversar um minuto, no modo econômico

Da Efe/Folha de São Paulo
 
  Postado às 11h55
 
|
  27/04/2009
  Na toca do suricato
 

Os novos moradores do zoológico de Basel, na Suíça, são os filhotes de suricatos. Apesar da timidez, eles são bastante sociáveis, costumam ficar perto de suas casas, onde todos os animais podem vê-los. Já quando se sentem ameaçados, correm para dentro do buraco e se esse estiver longe, contam com a ajuda da mamãe para se esconderem.

Divulgação/Zoo de Basel

 
  Postado às 11h54
 
|
  20/04/2009
  Turismo na Antártida terá restrições
 

Durante a reunião dos países signatários do Tratado da Antártida em Baltimore, Maryland, nos Estados Unidos foram propostas medidas para limitar o turismo na região a fim de proteger o ecossistema.

A assinatura do tratado foi firmado em 1959, em Washington, quando foram aceitas limitações de navios de cruzeiro e no número de passageiros autorizados a desembarcar.

Outras medidas adotadas são a melhoria da defesa do ecossistema e a segurança dos navios que entram na região.

"Estamos contentes com o resultado", disse Evan Bloom, que dirige a delegação americana, destacando que as medidas são adequadas às necessidades assinaladas pela secretária de Estado, Hillary Clinton, na inauguração da primeira reunião diplomática consagrada aos pólos.

Mesmo sendo aprovado por unanimidade, as medidas só poderão ser regulamentadas após a autenticação dos 28 países do tratado.

Divulgação
Viagens turísticas na Antártida terão limitações

Da France Presse/Folha de São Paulo
 
  Postado às 13h43
 
|
  20/04/2009
  Aves têm viagens mais longas por causa do aquecimento global, diz estudo
 

A distância entre a África e o norte da Europa deve aumentar em até 400 km, e com uma consequência avassaladora para as aves migratórias. Essas aves saem em busca de alimentos e condições climáticas favoráveis, segundo estudos da Universidade de Durham, dirigido por Stephen Willis. E como exemplo, ele cita o papa-amoras-comum (Sylvia communis).

O estudo, publicado no “Journal of Biogeographic”, analisou a migração de 17 espécies de garriças comuns na Europa. Os pesquisadores descobriram que as zonas de reprodução das espécies se deslocarão mais para o norte, devido ao aquecimento global, mas a região de invernação permanecerá no mesmo lugar.

São pelo menos 500 milhões de aves migratórias, muitas pesando apenas 9 gramas. Agora elas percorrerão milhares de quilômetros entre a África e a Europa a cada ano. E para suportar a distância, umas duplicam o peso, enquanto outras reduzem os órgãos internos para consumir menos energia.

"Estas pequenas aves realizam viagens incríveis, chegando ao limite de sua resistência, e qualquer ampliação da distância as colocará em perigo", destaca um dos autores do estudo, Rhys Green.

Apesar de ser um comportamento excepcional, algumas aves, como a toutinegra-de-barrete-negro (Sylvia atricapilla), estão se adaptando para não migrarem mais e passar todos os invernos na gélida Inglaterra.

Reprodução
Papa-amoras-comum (Sylvia communis) é uma das espécies migratórias registrada no estudo

Da France Presse/Folha de São Paulo
 
  Postado às 13h41
 
|
  20/04/2009
  Depois de abandonado, canguru vai morar em incubadora
 

Tijana é um bebê canguru prematuro e atualmente se encontra na incubadora do zoológico de Belgrado, na Sérvia. O pequeno marsupial caiu da bolsa de sua mãe, quando ela assustou com uma ema e saiu correndo.

Os bebês cangurus não conseguem sobreviver se estiverem fora dessa bolsa, por isso ficará por um tempo na incubadora, com uma temperatura de 35º C. Ela está se alimentando com leite vindo dos Estados Unidos e da Alemanha, a cada duas horas. Os tratadores do zoológico estão fazendo também uma espécie de saco, imitando a bolsa da sua mãe.

Divulgação

 
  Postado às 13h40
 
|
  20/04/2009
  Golfinhos atrapalham ataque pirata na Somália
 

De acordo com a Xinhua, agência oficial de noticias chinesa, ataques de piratas na costa da Somália têm colocado em risco as vidas dos golfinhos.

Os animais ficaram na linha de tiro entre a Marinha chinesa e os piratas. Os animais apareceram depois que cinco barcos de pescas, usados pelos piratas, terem surgido. O numero de golfinhos era tão grande que os piratas retornaram a costa da Somália.

A Marinha da China vem escoltando navios do país, desde janeiro de 2008. Entre janeiro e novembro do ano passado, sete navios chineses, portando ou não cargas e tripulação do país foram sequestrados.

Divulgação

 
  Postado às 13h39
 
|
  20/04/2009
  Knut e seus companheiros se divertem no zoo
 

O urso polar Knut e seus amigos são os moradores mais famosos do zoológico de Berlim, na Alemanha. E como qualquer outra celebridade, os animais se exibiram com muita graça para os visitantes, como nessa performace de um urso branco com a bolinha amarela.

Divulgação
 

 
  Postado às 13h38
 
|
  20/04/2009
  Pesquisadores descobrem plantas mais antigas do mundo
 

Segundo estudos feitos pela revista Science, as plantas vasculares colonizaram os ambientes terrestres de forma definitiva, há cerca de 445 milhões de anos. Os pesquisadores da Universidade de Liège, na Bélgica, analisaram esporos de plantas encontradas na Arábia Saudita.

O grupo esperava encontrar apenas esporos parecidos com musgos, que ainda estão em fase de transição para a vida na terra. Mas junto ao sedimento antigo, havia esporos idênticos aos das plantas vasculares atuais. Essas plantas primitivas, provavelmente eram das samambaias modernas.

Reprodução

Do G1/Globo
 
  Postado às 13h37
 
|
  20/04/2009
  Spam polui tanto quanto 3 milhões de carros, diz pesquisa
 

De acordo com a empresa McAfree, os e-mails não desejados são capazes de gerar uma poluição equivalente a produzida por 3,1 milhões de veículos. Em todo o mundo, o envio de spam consome energia equivalente a 33 bilhões de quilowatts-horas, durante um ano.

Essa quantidade é suficiente para abastecer 2.4 milhões de casas. Mas toda a energia gasta, não é aproveitada, já que 80% dos internautas apagam ou ignoram o spam. Segundo o estudo, os filtros de combate ao lixo eletrônico teriam a capacidade de causar uma redução das emissões de CO2 equivalente a retirada de milhões de carros.

"Este tipo de medida permitiria a economia de tempo e dinheiro, e pagaria uma grande dívida ao planeta com a redução das emissões de gases poluentes", afirmou Jeff Green, vice-presidente de desenvolvimento da McAfree.

Reprodução/Wikipedia

Da Efe/Folha de São Paulo
 
  Postado às 13h36
 
|
  20/04/2009
  Tamanduá ferido entra em casa para fugir de curiosos
 

Um tamanduá-bandeira assustado se refugiou em uma casa em Pirenópolis, Goiás. O animal foi seguido por curiosos locais. O Corpo de Bombeiros foi acionado pelos donos da casa, que retiraram o animal já ferido, com ajuda de cordas.

Já é o segundo registro de tamanduás em residência no município. O primeiro caso foi em fevereiro, no distrito de Jaranápolis.

Esse mamífero vive em média 15 anos e é encontrado na América do Sul e Central.

Divulgação

Da Folha de São Paulo
 
  Postado às 13h34
 
|
  13/04/2009
  Soneca de gorila
 

Com o tempo perfeito para a uma soneca, a mamãe Safiri, colocou seu filho Kiburi, em suas costas e carregou-o para durmir ao sol no zoo de Duisburg, na Alemanha.

Divulgação/Zoo de Duisburg
 
  Postado às 12h35
 
|
  13/04/2009
  Cheia do rio Paraguai deve ser menor que no ano passado
 

A Embrapa Pantanal está divulgando sua primeira previsão de cheia para o rio Paraguai utilizando o Modelad, novo sistema que utiliza métodos estatísticos para identificar medidas e prazos para a cheia. Segundo o pesquisador Ivan Bergier, o nível máximo do rio Paraguai em Ladário (MS), conforme previsão realizada pelo novo modelo em 31 de março de 2009, deve situar-se em 3,26 metros, com erro de mais ou menos 43 centímetros.

O pico de cheia deve ocorrer no início de junho, em torno do dia 2, com erro de aproximadamente 12 dias para mais ou para menos (ver figura anexa). De acordo com o pesquisador, é importante ressaltar que a previsão mais precisa será divulgada na primeira semana de maio e vai refletir melhor a contribuição das chuvas de março a abril.

De todo modo, a cheia no Pantanal em 2009 deve ser de menor intensidade em relação ao ano passado, quando o rio atingiu 5,15 metros no dia 12 de junho. Até 2007, a Embrapa Pantanal divulgava a previsão de cheia por um outro método, conhecido como método probabilístico, desenvolvido pelo pesquisador Sérgio Galdino.

A seca deste ano pode estar associada à fase negativa do NAO (Oscilação do Atlântico Norte), que confere menos ventos alísios e umidade oceânica do Hemisfério Norte sobre a América do Sul.

O estado dos oceanos modula as condições atmosféricas em escalas interanuais e de décadas, que por sua vez refletem em variações da distribuição espacial e temporal das chuvas sobre o continente sul-americano.

No Pantanal, 2009 será menos cheio provavelmente devido à fase negativa do NAO, atuando nos meses de dezembro a março, já na Amazônia deve ser um ano mais cheio em função do La Nina (Oceano Pacífico mais frio), atuando na posição e intensidade da Zona de Convergência intertropical de março, abril e maio.

Desde meados da década de 1970-1980, os menores picos de cheia em anos mais secos foram, sem exceção, superiores a 3 metros. Para a década que fecha agora (2000-2009), essa tendência deve ser mantida. Desde 1974 o Pantanal tem estado relativamente mais cheio, isto é, com maior disponibilidade de água, que o período compreendido entre os anos de 1900 e 1973.

Antigamente o nível do rio Paraguai tinha uma amplitude bem maior de oscilação dos picos de cheia, isto é, havia anos bem cheios (superiores a 5 metros) e anos bem secos (inferiores a 3 metros).

“As razões para essa mudança hidrológica repentina, a partir de 1974, estão possivelmente ligadas a fatores globais e regionais. Em primeiro lugar, em escala global, houve aumento das chuvas a partir de meados da década de 1970-1980, possivelmente induzido pela emissão de gases de efeito estufa e o consequente aumento da temperatura dos oceanos”, explicou o pesquisador da Embrapa Pantanal (Corumbá-MS), Unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Ele explica que oceanos mais quentes perdem mais vapor d’água para a atmosfera e também induzem mudanças significativas nos padrões de circulação atmosférica, que interferem na quantidade e distribuição anual de chuva na América do Sul. Na Amazônia há prevalência dos efeitos de El Nino/La Nina. No Pantanal parece haver alguma relação com o NAO.

Taquari

Outro fator associado, em escala regional, pode ter relação com a mudança de descarga de água do rio Taquari. Usualmente o Taquari desaguava abaixo de Ladário. Com as mudanças do uso da terra na parte alta da Bacia do Alto Taquari, sedimentos foram pouco a pouco originando os chamados arrombados, em especial o Caronal, mudando parcialmente a descarga de água deste rio para a sub-região do Paiaguás, que, por sua vez, pode drenar parte dessas águas para o rio Paraguai, a montante Ladário.

Uma discussão aprofundada dessas considerações pode ser lida no recente documento publicado "Cenários de desenvolvimento sustentável no Pantanal em função de tendências hidroclimáticas". O texto está disponível em:
http://www.cpap.embrapa.br/publicacoes/online/DOC98.pdf.

Ana Maio/Embrapa
Rio Paraguai, às margens de Corumbá (MS)

Ana Maio
Embrapa Pantanal
 
  Postado às 12h33
 
|
  13/04/2009
  Depois de serem capturados pelo tráfico, falcões voltam pra casa
 

Autoridades russas apreenderam recentemente seis falcões-gerifaltes, o maior da espécie. Após serem alimentadas e receberem tratamentos veterinários, as aves percorreram 11 mil quilômetros, com a ajuda dos Ativistas do Fundo Internacional para o Bem-estar Animal (IFAW - na sigla em inglês), e foram transportados até a península de Kamchatka. Podendo chegar a 65 cm e até 2 kg, os falcões-gerifaltes são habitantes do Ártico, América do Norte, Europa e Ásia. Pela a dificuldade de ser obter um espécime, a ave era considerada na Idade Média, um pássaro rei.

Divulgação
 
  Postado às 12h31
 
|
  13/04/2009
  EUA querem mais proteção para a Antártida
 

Durantes as últimas cinco décadas, a temperatura da Península Antártida aumentou 2,5º C., o dobro da média anual.
Na conferência entre partes do Tratado Antártico, a secretária de Estado, Hillary Clinton, disse que "Com o desaparecimento da ponte de gelo que mantém no lugar a Plataforma de Gelo Wilkins, somos lembrados de que o aquecimento global já teve efeitos enormes sobre nosso planeta, e não temos tempo a perder para enfrentar essa crise”.

A plataforma que tinha originalmente o tamanho da Jamaica havia perdido 14 % de sua massa já em 2008. A ponte que ligava a Wilkins as Ilhas de Charcot e Latady, Antártida, despedaçou-se. Durante milênios as neves foram acumulando e formaram a antiga plataforma.

Os EUA propuseram limites obrigatórios para o turismo na Antártida, pedindo uma proteção maior para as regiões polares, defendendo a intensificação de uma pesquisa cientifica sobre o meio ambiente nessas regiões.

Divulgação/Nasa
Trecho da plataforma Wilkins em 2008, já com sinais de deterioração. Imagem: Nasa

Da Associated Press/Folha de São Paulo
 
  Postado às 12h29
 
|
  13/04/2009
  Páscoa para gorila
 

A comemoração da Páscoa começou cedo no zoológico de Cincinnati, nos Estados Unidos. Os funcionários distribuíram presentes junto com uma cesta de guloseimas para a gorila. No lugar de ovos de chocolate, a cesta continha: ovos cozidos, nozes, pipoca e granola, delícia!!!!

Divulgação/Zoo de Cincinnati
 
  Postado às 12h28
 
|
  13/04/2009
  Barack, o leopardo
 

O zoológico de Dvur Kralove, na Republica Checa, tem um novo morador, um filhote de leopardo, nascido em fevereiro desse ano, o bebê foi batizado de Barack, devido a visita do presidente dos EUA Barack Obama a Praga.

Divulgação/Zoo de Dvur Kralove
 
  Postado às 12h26
 
|
  06/04/2009
  Cientistas fazem imagens inéditas de baleias-azuis
 

Com 33 metros de comprimento e pesando o equivalente a 25 elefantes-asiáticos, as baleias-azuis são os maiores animais dos oceanos e proporcional ao seu tamanho é a falta de informações sobre a espécie. No entanto, pesquisadores da ONG americana, Cascadia Research, conseguiram filmar filhotes. Com as imagens, além de saber mais sobre a vida dessas baleias, os pesquisadores pretendem ajudar na proteção da espécie. A National Geographic apresenta um documentário intitulado: “O reino da baleia-azul”, o programa descreve as descobertas feitas durante a expedição sobre os maiores animais do planeta.

National Geographic/Divulgação
Apesar do seu tamanho (considerada mais avantajada do que os dinossauros), pouco se sabe sobres esses cetáceos.
Cauda majestosa dá adeus antes de o animal mergulhar
 
Comprimento máximo do bicho é o de dois ônibus enfileirados

Do G1
 
  Postado às 15h29
 
|
  06/04/2009
  Tigres brancos são atração em Seul
 

Faltando as três tigelas de trigo para os tigres brancos, eles são as atrações do recém-inaugurado safári do Parque Everland Amusement, em Seul, na Coréia do Sul.

Divulgação/Parque Everland Amusement
 
  Postado às 15h26
 
|
  06/04/2009
  Grande São Paulo ganha pinguinário
 

Parque reproduz ambiente da Patagônia, o pinguinário de Santo André, na Grande São Paulo, acaba de inaugurar um espaço de 114 metros quadrados e um tanque de água salgada com capacidade para 110 mil litros. O espaço receberá cerca de 28 animais, dos quais apenas 13 se encontram no Sabina Parque do Conhecimento.

Divulgação
Turma recém-chegada faz o "reconhecimento de terreno" no novo pinguinário do Sabina Parque do Conhecimento, em Santo André

Da Folha de São Paulo
 
  Postado às 15h22
 
|
  06/04/2009
  Agência de namoro para gorilas
 

“Estamos muito felizes pela Buu e pelo Damisi, que se deram muito bem. Buu é uma fantástica mãe de primeira viagem e seu bebê é muito bem-vindo ao grupo”, disse Michael Riozzi. O depoimento do funcionário do zoológico de Chessington, Inglaterra, parece muito normal. Se não fosse pelo fato de como os gorilas se conheceram.

Damisi foi escolhido em uma agência de encontros para gorilas, na internet a “Stud Book”, o sistema possui uma lista com todos os gorilas da Europa. Além da história de vida de cada um, o serviço disponibiliza a árvore genealógica de cada individuo. Damisi foi considerado o parceiro ideal para que Buu procriasse e parece que deu certo.

Divulgação/Zoo Chessington
 
  Postado às 15h20
 
|
  06/04/2009
  Morcego “embarca” junto com missão da Discovery
 

Durante o lançamento da expedição do ônibus espacial Discovery, um morcego se agarrou ao tanque do combustível.

Os analistas do Kennedy Space Center consultaram um especialista em animais selvagens que informou que o animal teria quebrado a asa esquerda e teve algum problema com o punho ou o ombro direito. A morte do mamífero provavelmente foi ocasionada quando o ônibus espacial entrou em órbita.

A NASA possui um departamento interno que monitora os animais que se aproximem dos veículos espaciais. Segundo a CNN, não é a primeira vez que um morcego quer ir ao espaço. Em 1998, com o lançamento da nave Columbia, já havia sido registrado o caso um mamífero voador no taque do combustível.

Nasa/Divulgação
Imagem feita pela Nasa mostra um morcego agarrado ao ônibus espacial Discovery durante o lançamento

Da Folha de São Paulo
 
  Postado às 15h17
 
|
  06/04/2009
  Leão na mesa de cirurgia
 

Um leão africano ‘mal-humorado’ arranja briga com seus parentes e acaba com um grave ferimento no olho no zoológico Youngor, na China. Foi preciso seis funcionários do zoológico para posicionar o grande predador para a cirurgia veterinária oftalmológica, que corrigiu o problema do animal.

Divulgação/Zoo Youngor
 
  Postado às 15h15
 
|
  06/04/2009
  Empresas são acusadas por ataques de tigres em Sumatra
 

Desde 1997, morreram 55 pessoas e 15 tigres de Sumatra. Só no começo do ano, 15 pessoas morreram por ataques dos tigres na Ilha Sumatra, Oeste da Indonésia.

Grupos ambientalistas estão acusando a empresa Ásia Pulp & Paper, junto com outras fabricas de celulose por destruir o habitat natural dos felinos empurrando-os para as zonas rurais. O grupo Eyes on the Florest (EoF), afirmou que além de colocarem em perigo as comunidades locais, colocam também os tigres, que estão correndo o risco de entrar em extinção (existindo apenas 500 exemplares).

"Sobrepondo os locais dos ataques e mapas do Governo sobre plantações de polpa de madeira, o EoF encontrou uma correlação direta entre os fatos com tigres e as práticas florestais insustentáveis da APP e seus associados", manifestou a plataforma.

O grupo de ecologistas disse que a empresa destruiu mais de 1 milhão de hectares de floresta em Sumatra, desde 1980, quando começaram as operações.

A APP se apresenta em seu site como um dos maiores conglomerados papeleiros do mundo, com presença em 65 países, sua produção combinada de papel e embalagens, na Indonésia, supera os 7 milhões de toneladas anuais.

Divulgação

Da Efe/Folha de São Paulo
 
  Postado às 15h11
 
|
  06/04/2009
  Popotinha ao Sol em Berlim
 

Sexta-feira ensolarada é normal sentir preguiça e quem comprova isso, são os hipopótamos do zoológico de Berlim. Nenhum deles se importou com a presença da dupla de gansos invasores.

Divulgação/Zoo de Berlim
 
  Postado às 15h08
 
|
  06/04/2009
  Zoo de Java apresenta bebês de dragões-de-komodo
 

Após uma tentativa bem sucedida de reprodução em cativeiro, cientistas apresentaram os 32 filhotes de dragões-de-komodo nascidos no Zoo de Java. Pesquisadores do zoológico acreditam que cerca de quatro mil dragões-de-komodo, ainda vivam em seu habitat natural.

Divulgação/Zoo de Java
 
  Postado às 15h02
 
|
  06/04/2009
  Um bebê melancia
 

Victória tem apenas um mês de vida e mora no zoo de Cingapura. Essa espécie é originária do Sudeste Asiático. Seu nome foi escolhido pela cantora holandesa Laura Fygi.

Divulgação/Zoo de Cingapura
 
  Postado às 14h56
 
|