São Paulo, SP – Brasil
 
  +Blog da Pick-upau
   
  12/10/2009
  Minas terrestres mutilam animais na Tailândia
 

Animais mutilados por minas terrestres recebem os cuidados de tratadores do Hospital do Elefante em Lampang, na Tailândia. O elefante Mosha de três anos de idade é o primeiro do mundo a receber uma prótese. A fêmea Motola que há 10 anos perdeu parte da pata, também numa mina terrestre, deve ganhar sua própria prótese em breve.

Divulgação
 
 
  Postado às 20h21
 
|
  12/10/2009
  Filhote de anta é a queridinha do zoológico de Roma
 

O zoológico Bioparco, em Roma, na Itália, acaba de receber mais uma ilustre moradora. Nasceu há duas semanas Nausicaa, a filhote de anta pesa cerca de 4,5 quilos, e deve chegar a quase 200 quilos quando for adulta. A mamãe Margherita, antiga moradora do parque passa o dia cercando sua cria de cuidados.

Divulgação/Zoo Bioparco
 
  Postado às 20h18
 
|
  12/10/2009
  Corujas nascem em zoo, depois de 30 anos
 

Pela primeira vez em 30 anos o Zoológico Nacional dos EUA, em Washington vê nascerem filhotes de coruja-buraqueira. A ave é chamada de buraqueira porque tem o hábito de cavar buracos ou roubar os de outros animais, para descansar e se esconder.

Divulgação/Zoo Nacional dos EUA
 
  Postado às 20h15
 
|
  12/10/2009
  O esquilo curioso que apareceu na foto
 

Um esquilo (Robert) curioso surpreendeu Melissa Brandts e seu marido. O casal passava o feriado no Parque Nacional Banff, no Canadá, ao acionar o timer da câmera para tirar uma foto o animal simplesmente surgiu em frente do equipamento. A foto ficou tão inusitada que foi enviada ao site da National Geographic, segundo o Telegraph, tamanha a dificuldade deste evento ocorrer novamente.

Reprodução/National Geographic/Telegraph
 
  Postado às 20h13
 
|
  12/10/2009
  Pick-upau comemora Dia da Árvore plantando mudas
 

Centro de Esporte, Cultura e Lazer de SP ganhou 150 mudas

Dia da Árvore (21 de setembro) é comemorado no Parque Estadual das Fontes do Ipiranga com plantio de 150 mudas de espécies nativas da mata atlântica e atividades sociais para a comunidade. Apesar do dia chuvoso, ativistas do Pick-upau, alunos de escolas públicas e monitores ambientais do Jardim Botânico, realizaram um plantio simbólico no Centro de Esportes, Cultura e Lazer de São Paulo, localizado próximo a Rodovia dos Imigrantes, na capital paulista.

A ação realizada pelo Pick-upau em parceria com a Sabesp – Companhia de Saneamento Básico de São Paulo –, e outras instituições do PEFI, marcou também a chegada da Primavera.

Além do plantio a ação contou (23 de setembro) com apresentações de dança, oficinas de pintura e origami, palestras sobre meio ambiente, e serviços de cidadania gratuitos como corte de cabelo; orientação jurídica e mediação de conflitos além da emissão de documentos como Carteiras de Trabalho e Identidade, Certidões de Nascimento e Casamento.

Sobre o Pick-upau
O Pick-upau é uma organização não-governamental, de caráter sócio-ambientalista, sem fins lucrativos, dedicada a preservação e a manutenção da biodiversidade do planeta. Fundada em 1999, a instituição vem através de seus projetos, divulgando e promovendo a conscientização, a educação e a informação ambiental em todos os segmentos.
Saiba mais: www.pick-upau.org.br

Sobre o Parque Estadual das Fontes do Ipiranga
Também conhecido como Parque do Estado ou Parque da Água Funda, o PEFI tem sua origem no século XIX, precisamente em 12 de setembro de 1893. A partir da Lei de 17 de agosto de 1892 que autorizava o reforço do abastecimento de água em São Paulo, resultou o Decreto Estadual nº 204 de 12 de setembro de 1893 que declarou de utilidade pública os terrenos da Bacia do Ribeirão Ipiranga, pertencente à época a diversos proprietários. O parque inicialmente englobava uma área de 6.969.000 m2, cerca de 22% maior do que é hoje. A área do parque evidência suas qualidades e riquezas naturais que o coloca ainda como referência na área dos conhecimentos científicos voltados para a botânica e a zoologia. Na década de 1920 instala-se no PEFI o Horto Botânico, hoje denominado Jardim Botânico.
Saiba mais: www.condepefi.sp.gov.br

Sobre o Centro de Esporte, Cultura e Lazer de São Paulo
O Centro de Esporte, Cultura e Lazer conta com um complexo esportivo e oferece um infocentro para acesso gratuito à internet, cursos profissionalizantes, atividades culturais, artísticas e socioeducativas para toda a comunidade.


Da Redação
 
  Postado às 20h09
 
|
  12/10/2009
  Montevidéu de feira bizarra com animais
 

A feira de Tristán Narvaja, que acontece aos domingos em Montevidéu, no Uruguai, é uma verdadeira miscelânea de quinquilharias. É possível encontrar desde os mais variados tipos de alimentos, móveis, roupas até plantas e animais. Lá tem de tudo! De tartaruga a pavão, passando por coelhos, camundongos, cachorros, lagartos, aranhas, peixes, galinhas e até faisão.

Reprodução
 
  Postado às 20h06
 
|
  12/10/2009
  Gibões são atração no zoo de Brookfield
 

O zoológico Brookfield, em Chicago, EUA, tem uma atração pra lá de especial. Thani um filhote de gibão branco, de pouco mais de 4 meses de idade, que passa a maior parte do tempo pendurado em sua mãe. O pequeno primata nasceu com os pêlos aloirados, mas quando fizer um ano e ganhar sua independência , sua pelagem ficará parecida com a da mamãe.

Divulgação/ Zoo Brookfield
 
  Postado às 20h04
 
|
  12/10/2009
  Mudanças climáticas devem estimular pesca, turismo e energia no Pantanal
 

As atividades de pesca, turismo e a produção de energia a partir de aguapés que descem os rios são três possibilidades de aproveitamento econômico dos recursos do Pantanal caso as mudanças climáticas aumentem os períodos de cheia na região.

Este cenário foi apresentado pelo pesquisador André Steffens Moraes, da Embrapa Pantanal, em Buenos Aires, Argentina, entre os dias 24 e 26 de agosto, na 6ª Reunião Técnica Internacional da Rede Cyted "Efeitos das Mudanças Globais sobre Áreas Úmidas da Iberoamerica".

André apresentou a palestra “Cenários de Desenvolvimento Sustentável no Pantanal em Função de Tendências Hidroclimáticas”, e trabalhou com dois cenários futuros possíveis para a região em função das mudanças climáticas: aumento e redução do período de alagamento.

Os prognósticos traçados sobre as atividades econômicas mais promissoras no Pantanal indicam que a pecuária vai permanecer nos dois cenários, mas com futuros diferentes. Segundo André, caso aumentem os períodos de cheias, ela deve ceder espaço para as três atividades citadas acima, sendo a produção de energia a partir de aguapés uma atividade nova na região.

Essa biomassa vegetal aquática apresenta diversos potenciais econômicos a médio prazo, como produção de fertilizantes orgânicos, de fibras e de energia (bio-óleo, biocarvão, etanol celulósico, gás de síntese, hidrocarbonetos renováveis).

Divulgação/Embrapa

“Caso prevaleça a seca, poderão ser implementados sistemas combinados de produção silvopastoril, incluindo o replantio de plantas nativas em áreas antes alagadas, para aproveitamento econômico dessas espécies”, explicou o pesquisador da Embrapa Pantanal (Corumbá-MS), Unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Como exemplo, cita produtos do setor florestal, tais como madeira para uso na construção civil e na indústria moveleira, produção de fibras e frutos, extração de gomas, óleos e essências e demais subprodutos da silvicultura.

Cenários hidroclimáticos são úteis porque permitem identificar oportunidades para as próximas décadas, em função da mudança de clima. Nos prognósticos realizados também foram consideradas as mudanças e tendências da economia mundial e o valor dos serviços ambientais produzidos pela região.

Desenvolvimento sustentável

Como usar esses cenários em favor do desenvolvimento sustentável do Pantanal? Os cenários ambientais e econômicos prognosticados permitiram definir formas de manter os serviços ambientais e mitigar a emissão de gases de efeito estufa, o que se daria pela geração e uso de tecnologias de manejo de biomassa vegetal aquática (aguapés) e terrestre para diversas finalidades, principalmente produção de energia e insumos renováveis. Tais atividades podem possibilitar benefícios sócio-ambientais, tais como a diversificação da renda, o seqüestro de carbono, a redução da pressão sobre matas nativas e a redução da emissão de gases de efeito estufa.

Cientistas da Embrapa Pantanal identificam que haverá um aumento dos índices de chuva até 2070, em decorrência do aumento no transporte de umidade do Oceano Atlântico Equatorial e da Floresta Amazônica para a região central da América do Sul. Mas isso não significa aumento das cheias, já que a região tem déficit hídrico. O déficit hídrico ocorre quando o volume de evaporação das águas é maior que o volume de chuvas.

Rede

O Cyted é o Programa Iberoamericano de Ciência e Tecnologia para o Desenvolvimento e reúne 19 países da América Latina, Portugal e Espanha. Desde que foi criado, em 1984, gerou quase 200 redes temáticas. A rede que se reuniu na Argentina é uma delas, foi formada em 2004 e está se encerrando agora, em 2009.

O objetivo desta rede é propiciar a cooperação entre especialistas iberoamericanos, o intercâmbio de experiências e a transferência de conhecimentos sobre os efeitos das mudanças globais sobre as áreas úmidas e sua repercussão em três direções fundamentais: a vulnerabilidade dos recursos hídricos; a biodiversidade, a vulnerabilidade de espécies e a resiliência; e a segurança alimentar e a saúde humana.

O pesquisador disse que em breve deve ser criada uma outra rede sobre o tema, mais ampla. "A ideia é incluir as áreas glaciais e de montanhas, além de manter os estudos em áreas úmidas", afirmou. As reuniões técnicas acontecem uma vez por ano. Desta vez, cerca de 15 profissionais participaram.
Ana Maio
Embrapa Pantanal

 
  Postado às 20h02
 
|
  12/10/2009
  Saguis órfãos recebem cuidados em zoo americano
 

O zoológico de Denver, Estados Unidos, abriga as gêmeas Lara e Lucy, filhotes de sagui-imperador. As pequenas perderam a mãe vítima de câncer, três semanas depois de nascer. Com apenas dois meses de idade, elas são muito frágeis, por isto precisam de alimentação especial e outros cuidados.

Divulgação/Zoo de Denver
 
  Postado às 19h58
 
|
  12/10/2009
  Zoo tenta salvar filhote de tigre
 

A espécie de tigre de Amur (ou tigre siberiano) está altamente ameaçada de extinção. Restam na natureza apenas 400 indivíduos distribuídos pela Rússia, China e Coréia do Norte. Interessados em salvar o maior felino do mundo da extinção, os zoológicos americanos fomentam o nascimento destes animais. Como resultado desta operação em julho a tigresa Vika, de 6 anos que mora no zoológico de Sioux Falls, na Dakota do Sul, teve uma ninhada de 6 tigrinhos. Destes, apenas um filhote sobreviveu, segundo a agência Associated Press as mortes dos outros filhotes eram esperadas, já que a ninhada era muito grande e era a primeira gravidez de Vika.

Divulgação/Zoo de Sioux Falls

 
  Postado às 19h56
 
|
  12/10/2009
  Maior cachoeira do mundo fica famosa com animação "Up"
 

A maior queda d’água do mundo, Salto Angel, possui 979 metros de altura e fica no Parque Nacional Canaima, no sudeste da Venezuela.

A reserva de 30 mil quilômetros quadrados foi declarada Patrimônio da Humanidade pela Unesco em 1994 e ficou internacionalmente famosa graças ao filme "Up - Altas aventuras".

Produzido pelos estúdios Pixar e distribuído pela Disney, o filme é ambientado na grande savana venezuelana e as imagens do salto Angel que aparecem nele atraíram vários turistas a esse mágico local de América do Sul.

No entanto, o salto Angel continua sendo um destino para poucos, já que é preciso enfrentar uma jornada de 12 horas de avião, de canoa e a pé, submetidos às adversidades do clima da região.

Domínio público

Da France Presse
 
  Postado às 19h54
 
|
  12/10/2009
  Bongo nasce em zoo da Flórida
 

A Associação Americana de Zoológicos e Aquários atua bravamente para aumentar o número de bongos em seu habitat natural. Este antílope nativo das florestas tropicais da África, está na lista de animais ameaçados de extinção.

Recentemente no Busch Gardens, na Flórida, nasceu mais um bebê bongo. Desde 2002, a entidade já devolveu 14 animais da espécie à natureza.

Divulgação/Busch Gardens
 
  Postado às 19h45
 
|
  12/10/2009
  Ajude a encontrar um nome para o bebê gorila
 

Filho do casal de gorilas Ngozi e Charles, o pequeno gorila macho de apenas um mês ainda não recebeu nome.

O zoo de Toronto no Canadá, onde vive a bela família organizou um concurso para escolher um nome para o mais novo morador.

Divulgação/Zoo de Toronto
 
  Postado às 19h38
 
|
  12/10/2009
  Baleia presa em rede é libertada na Austrália
 

Equipes de resgate na Austrália libertaram uma baleia jubarte de oito metros e 40 toneladas, capturada em uma rede para controle de tubarões, na costa do Estado de Queensland.

O resgate durou cerca de três horas, logo depois o cetáceo prosseguiu seu caminho rumo ao Sul. Esta é a segunda baleia que fica presa nas redes de controle de tubarões na região apenas em setembro

As redes são usadas na Austrália há mais de 70 anos e são criticadas por grupos ambientalistas, pois além de conter os tubarões, elas também prendem outros animais marinhos.

Divulgação/Da BBC Brasil
 
  Postado às 19h32
 
|
  12/10/2009
  Cerca de 10% das principais espécies animais têm risco de extinção
 

Foi publicado na última semana o estudo científico "Número de Espécies Vivas na Austrália e no Mundo”, financiada pelo governo australiano.

Segundo a pesquisa, em consequência das mudanças climáticas e outros fatores, quase 10% dos mamíferos, aves, répteis, anfíbios e peixes do planeta estão ameaçados de extinção.

Um exemplo destes animais é o grande Tigre-de-Bengala, que corre risco de extinção na Índia.

São diversas as pressões responsáveis pela diminuição das espécies na natureza, como perda de habitat, presença de espécies invasoras e as mudanças climáticas em potencial.

Reprodução

Da Folha de São Paulo

 
  Postado às 19h25
 
|