São Paulo, SP – Brasil
 
  +Blog da Pick-upau
   
  04/11/2012
  Macaco parecido com Albert Einstein faz sucesso na web
 

Um bebê macaco fotografado no Parque Nacional Taiping, na Malásia, fez muito sucesso na internet por conta da similaridade com o físico Albert Einstein. A imagem foi feita pelo professor Mihail Nazarov, segundo o jornal "New York Daily News".

Reprodução

Bebê macaco fez sucesso por causa de sua semelhança com o físico Albert Einstein.

Do G1

 
  Postado às 21h05
 
|
  04/11/2012
  Tartaruga que urina pela boca é servida como iguaria na China
 

Animal é o único capaz de expelir ureia pela boca, dizem especialistas.

Mais uma iguaria na China, as tartarugas-de-casco-mole, são encontradas nos mais finos restaurantes do país. Entretanto, o réptil também é conhecido pela peculiaridade de urinar pela boca. De acordo com jornal “Daily Mail”, pesquisadores realizaram testes com o animal e comprovaram que essa tartaruga segrega apenas 6% de ureia pela cloaca, por onde a maioria dos répteis faz isso.

Cientistas afirmam que essa habilidade seria resultado de um processo de adaptação ou evolução, o que facilitaria a espécie, naturalmente de água doce, sobreviver em ambientes com levemente salgada.

Reprodução/Daily Mail

Tartaruga de casco-mole, servida como iguaria na China, é o único animal conhecido que consegue urinar pela boca

Do G1

 
  Postado às 20h55
 
|
  04/11/2012
  Centenas de borboletas são vistas em reserva do México após migração
 

Em busca de calor, insetos voam 4 mil km a partir dos EUA e do Canadá.

Centenas de borboletas-monarcas (Danaus plexippus) foram flagradas no Santuário Chincua Serra, no México, após a migração anual que ocorre entre outubro e março. Vindas dos Estados Unidos e Canadá, em busca de clima mais ameno na região central do México, as borboletas percorrem mais de 4 mil km durante quatro meses.

As borboletas monarcas têm uma expectativa de vida de dois meses, sendo preciso até quatro gerações para percorrer a viagem de ida e volta da migração. O Santuário Chincua Serra chega a receber, anualmente, 1 bilhão de borboletas.

As imagens foram feitas pelo fotógrafo Joel Sartore.

Daily Mail/Reprodução

Borboletas se aglomeram nas árvores e abrem bem as asas para manter calor

Do Globo Natureza

 
  Postado às 20h50
 
|
  04/11/2012
  Duas espécies do país integram lista global dos 25 primatas ameaçados
 

Macaco-caiarara e o bugio-marrom foram citados pela organização IUCN.

Relatório divulgado pela organização União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN, na sigla em inglês), aponta duas espécies de macacos do Brasil que passaram a integrar a lista de 25 primatas mais ameaçados de extinção do mundo.

Segundo a lista da IUCN, o macaco-caiarara (Cebus kaapori) e o bugio-marrom (Alouatta guariba guariba) correm risco de desaparecer da natureza, caso o impacto do desmatamento, caça e outras ameaças não sejam interrompidas.

Descoberto em 1992, a maior população de caiarara podia ser encontrada na região da Amazônia Oriental, sobretudo nas regiões leste do Pará, no Maranhão e próximo do Rio Tocantins.

Já o bugio-marrom, com uma área mais restrita, próxima ao Rio Jequitinhonha, na região de Minas Gerais, foi descrito pela primeira vez em 1812. Os dados foram divulgados durante a COP-11 da Biodiversidade, conferência da ONU sobre Diversidade Biológica, que acontece em Hyderabad, na Índia.

Reprodução/Relatório IUCN

À esquerda, ilustração mostra exemplar de macaco-caiarara; à direita, desenho de espécime de bugio-marrom. Animais brasileiros estão em lista dos 25 primatas mais ameaçados do mundo

Do Globo Natureza

 
  Postado às 20h47
 
|
  04/11/2012
  Fotógrafo faz foto impressionante de tubarão em posição de ataque
 

Uma cena assustadora registrada pelo fotógrafo Sam Cahir mostra o momento exato em que um tubarão-mako se prepara para o ataque. A imagem foi feita próxima à Ilha de Netuno, na Austrália (Oceano Índico).

Reprodução/Daily Telegraph

Fotógrafo fez foto impressionante de tubarão em posição de ataque.

Do G1

 
  Postado às 20h43
 
|
  04/11/2012
  Lêmures brincam com máscaras de Halloween
 

Lêmures do parque safári de Bedfordshire, no Reino Unido, ganharam máscaras de Halloween e entraram no espírito do Dia das Bruxas.

Reprodução/Daily Mail

Lêmures brincaram com máscaras de Halloween em parque safári.

Do G1

 
  Postado às 20h40
 
|
  04/11/2012
  Raposa invade lagoa por refeição fácil, mas é expulsa por gansos
 

Pensando que teria refeição fácil, uma raposa entrou em uma lagoa em Barnes, Reino Unido, mas ficou numa péssima situação. Gansos e outras aves se uniram e encurralaram o animal, que desistiu de almoçar por ali.

Reprodução/Daily Mail


Raposa faminta pensou que teria um almoço fácil, mas se deu mal.

Do G1

 
  Postado às 20h35
 
|
  04/11/2012
  Macaco 'bêbado' é visto com garrafa de vinho na Malásia
 

 

Flagrado por um professor na Universidade de Ciências Naturais, na Malásia, um macaco tenta abrir um uma garrafa de vinho. Após algumas tentativas o animal conseguiu abri-la e parece ter gostado do cheiro da bebida. “Há mais macacos do que estudantes aqui, e eles ficam bem à vontade, como se estivessem em casa”, afirma Mihail Nazarov, professor de física da universidade. Segundo jornal “Daily Mail” a universidade fica cercada por uma mata e os primatas são muito comuns na região.

Reprodução/Daily Mail

Animal ficou fascinado com garrafa e tentou abri-la a todo custo

Do G1

 
  Postado às 20h30
 
|
  04/11/2012
  Biólogo de 84 anos coleciona mais de 7 mil crânios de animais
 

Americano usa larvas e outros insetos para fazer limpeza das carcaças.

O biólogo aposentado Ray Bandar, que mora em São Francisco, na Califórnia, passou 50 de seus 84 anos de vida colecionando osso de vários animais. Segundo o próprio colecionador, a coleção é composta por mais de 7 mil crânios e 200 mil pelvises que ele recolheu ao redor do mundo.

De acordo com o site “Oddity Central”, Bandar começou a colecionar os ossos quando ainda estava no colégio, e suas peças foram obtidas por meio de caça, museus, zoológicos e viagens à Austrália, África e México.

Bandar afirma que utiliza larvas e moscas para auxiliar no processo de remoção da carne das carcaças, e sua esposa, Alkmere Bandar, diz que o casamento dura até hoje, porque tem o olfato pouco eficiente.

Reprodução/Oddity Central

Biólogo aposentado aumentou seu acervo com viagens a outros continentes e contatos com museus e zoológicos

Do G1

 
  Postado às 20h22
 
|