Saí-azul (Dacnis cayana)
 
 
Pombas goura
Sofrem com a perda de habitat e caça para alimentação, uso de suas penas e comércio.
 

As quatro espécies possuem diferenças na plumagem. Duas espécies estão ameaçadas e as outras duas estão quase ameaçadas pela avaliação global.

04/12/2018 – Da família Columbidae, as quatro espécies possuem diferenças na plumagem. São agrupadas em dois pares de espécies-irmãs (originadas de um mesmo ancestral comum recente; espécies muito parecidas morfologicamente, mas com características biológicas específicas e que não se intercruzam), Goura cristata é espécie-irmã de Goura sclaterii e Goura scheepmakeri de Goura victoria.

Pick-upau/Maxpixel

Pomba-goura (Goura victoria).


Goura cristata tem entre 66 e 75 centímetros e pesa entre 1.800 e 2.400 gramas. Ocorre na Indonésia e no noroeste da Nova Guiné, em florestas pantanosas e parcialmente alagadas, florestas aluviais, secundárias e manguezais.

Possui crista grande. Sua coloração é azul-acinzentada, inclusive nas partes inferiores, o ombro e o manto são marrons. Forrageia no solo, alimentando-se de bagas, frutos, larvas e insetos.
O único ovo é incubado pelo casal durante um mês, alimentando-o por mais vários meses.
Sua vocalização consiste em 5-6 notas reverberando um “hoom-hoom-hoom-hoom-hoom”.
Está vulnerável, devido à perda de habitat e caça para alimentação, uso de suas penas e comércio.


Goura sclaterii tem entre 66 e 73 centímetros e pesa entre 2.000–2.235 gramas.
Ocorre na Indonésia e no sul da Nova Guiné. Habita florestas secas e alagadas de terras baixas não perturbadas, preferencialmente florestas aluviais até 500 metros de altitude.
Crista em forma de leque, cinzenta pálida e sem padrões. Partes inferiores, coberteiras da asa e escapulares são marrons. Baixo abdômen cinza, ao contrário de Goura scheepmakeri que é marrom.

Pick-upau/Maxpixel

Pomba-goura (Goura sclaterii).


Alimenta-se no chão com até 10 indivíduos e empoleiram-se em árvores. Provavelmente consome sementes e frutos caídos. Alimenta-se às margens de rios lamacentos.
Seu ninho é uma massa sólida feito com gravetos, caules, folhas de palmeiras e folhas mortas de herbáceas e é instalado a uma altura de 5 a 15 metros. Colocam apenas um ovo e cuidam dos filhotes por alguns meses.



Sua vocalização consiste em um “boom-boom, boom-boom”, lembrando um casuar.
Está quase ameaçada, pois há estimativas de que sua população seja moderadamente pequena e que esteja declinando pela perda e degradação de seu habitat e possivelmente pela pressão ocasionada pela caça. A perda e degradação de seu habitat ocorrem devido ao corte seletivo de madeira em grandes proporções e por causa da instalação de plantações de óleo de palma.

Goura scheepmakeri tem entre 71-79 centímetros. Ocorre no sudeste da Nova Guiné. Habita florestas secas e alagadas não perturbadas até 800 metros de altitude. Prefere florestas aluviais e é menos comum em florestas que sofrem com desmatamento.

Pick-upau/Maxpixel

Pomba-goura (Goura victoria).


Azul-acinzentada com as partes inferiores marrom-avermelhadas, do pescoço a cauda. Sem marrom no manto e no ombro. Crista em forma de leque, cinzenta pálida e sem padrões.
Alimenta-se no chão com até 10 indivíduos e empoleiram-se em árvores. Consome sementes, bagas e frutos caídos, inclusive derrubados por outros pombos.
Colocam apenas um ovo e cuidam dos filhotes por alguns meses.

Está vulnerável, pois suas populações são pequenas e estão restritas a algumas subpopulações e tem declinado por causa da perda e degradação de habitat e possivelmente por caça.

Goura victoria tem de 66 a 74 centímetros e pesa 2.384 gramas. Ocorre na Indonésia e na Nova Guiné. Cinza-azulada, peito com marrom mais pálido e crista com pontas brancas. Sem marrom no ombro e no manto.

Um estudo realizado em 2014 descobriu que ocorre apenas em áreas florestais contínuas e não em ambientes fragmentados. Alimenta-se no chão com até 10 indivíduos e empoleiram-se em árvores. Consome frutos, bagas e sementes caídos.

Colocam apenas um ovo e cuidam dos filhotes por alguns meses. Sua vocalização é semelhante à de Goura cristata.

Anteriormente ameaçada, foi reclassificada como quase ameaçada, pois há suspeitas de que não esteja mais sofrendo rápidos declínios por causa da caça, porém pode estar sofrendo com os impactos da extração seletiva de madeira e plantações de óleo de palma em seus habitats de terras baixas.

Pick-upau/Maxpixel

Pomba-goura (Goura sclaterii).


Desapareceu de alguns locais próximos a assentamentos na Papua Nova Guiné, onde sobreviveu à caça constante de indígenas.


Em comemoração ao centenário da aprovação da Lei do Tratado das Aves Migratórias (MBTA, na sigla em inglês), importantes instituições estrangeiras como National Audubon Society, National Geographic, BirdLife International e The Cornell Lab of Ornithology, oficializaram 2018 como o Ano da Ave. Aqui no Brasil, a Agência Ambiental Pick-upau também realizará uma série de ações para a promoção do Projeto Aves, patrocinado pela Petrobras, incluindo matérias especiais sobre as aves nas mais diversas áreas, como na ciência.



O Projeto Aves realiza diversas atividades voltadas ao estudo e conservação desses animais. Pesquisas científicas como levantamentos quantitativos e qualitativos, pesquisas sobre frugivoria e dispersão de sementes, polinização de flores, são publicadas na Darwin Society Magazine; produção e plantio de espécies vegetais, além de atividades socioambientais com crianças, jovens e adultos, sobre a importância da conservação das comunidades de avifauna.



O Projeto Aves é patrocinado pela Petrobras, por meio do Programa Petrobras Socioambiental, desde 2015.

Da Redação (Viviane Rodrigues Reis)
Fotos: Reprodução/Maxpixel

Com informações de BirdLife International/The IUCN Red List of Threatened Species, 2016/2018; Handbook of the Birds of the World Alive. Lynx Edicions, Barcelona; Gill, F and D Donsker (Eds). 2018, IOC World Bird List, 2018.

 
 
 
Príncipe (Pyrocephalus rubinus)
 
 
 

 

     
       
       
Patrocínio      
 
       
       
   
 
_Acompanhe as ações e atividades do Projeto Aves
     
 

Nas Redes

Quem Somos
  Pesquisa Científica
Reflorestamento e Produção Florestal
corporativo@pick-upau.org.br Mitigação de Mudanças Climáticas
55 11 3571-3480 CECFLORA - Centro de Estudos e Conservação da Flora
São Paulo - SP Negócios Sustentáveis
  Publicações
  Acervo Técnico
  Central de Educação e Jornalismo Ambiental  
 
Copyright 2015-2018. Projeto Aves. © Agência Ambiental Pick-upau. Todos os direitos reservados.