Patrocínio      
     

 
Saí-azul (Dacnis cayana)
 
 
Gavião-bombachinha
Alimenta-se de insetos como besouros e cigarras. Segue bandos mistos e formigas de correição.
 

GAVIÃO-BOMBACHINHA
Harpagus diodon (Temminck, 1823)
Família: Accipitridae
Nome em inglês: Rufous-thighed Kite

06/09/2019 – Monotípico e migrante reprodutivo. Restrito a região leste da América do Sul, ocorrendo da Guiana ao sul do Brasil. As populações reprodutivas da Mata Atlântica concentram-se entre o sul da Bahia e o limite sul do domínio, englobando Paraguai e Argentina. Após a reprodução, parte da população migra para Amazônia e eventualmente atinge a Mata Atlântica do nordeste do Brasil.

Reprodução/Pick-upau

Gavião-bombachinha (Harpagus diodon).


Mede de 29 a 35 cm. Olho laranja-avermelhado, cera e anel ocular amarelos; pernas amarelas. Adulto cinza-ardósia por cima, com cabeça e pescoço cinzentos; garganta com estria escura no centro; por baixo é cinza-claro, crisso branco, coxas ferrugíneas; cauda meio longa, preta com três faixas e pontas cinzentas. Em voo apresenta asas longas e arredondadas, ferrugíneas por baixo. O imaturo é marrom por cima, mais branco por baixo e em geral com rajado e algum barrado marrons e com coxas ferrugíneas.

Vive no dossel e nas bordas das matas e capoeiras. Alimenta-se de insetos como besouros e cigarras. Segue bandos mistos e formigas de correição.

Reprodução/Pick-upau

Gavião-bombachinha (Harpagus diodon).


Na época reprodutiva, o casal vocaliza alto nas copas, em poleiros abertos. Neste período o macho fornece grandes insetos a fêmea.

A reprodução ocorre de agosto a abril na Mata Atlântica e em fragmentos do Cerrado e durante o inverno permanece principalmente nas florestas equatoriais da Bacia Amazônica com alguns indivíduos permanecendo mais longe, ao norte no escudo da Guiana.

Reprodução/Pick-upau

Gavião-bombachinha (Harpagus diodon).

 

Projeto Aves realiza diversas atividades voltadas ao estudo e conservação desses animais. Pesquisas científicas como levantamentos quantitativos e qualitativos, pesquisas sobre frugivoria e dispersão de sementes, polinização de flores, são publicadas na Darwin Society Magazine; produção e plantio de espécies vegetais, além de atividades socioambientais com crianças, jovens e adultos, sobre a importância da conservação das comunidades de avifauna. O Projeto Aves é patrocinado pela Petrobras, por meio do Programa Petrobras Socioambiental, desde 2015.

Da Redação (Viviane Rodrigues Reis)
Fotos: Pick-upau/Reprodução
Com informações de Comitê Brasileiro de Registros Ornitológicos, 2015; IOC World Bird List, 2018; Moreira-Lima, 2013; Ridgely et al., 2015; Sigrist, 2014.

 
 
 
Príncipe (Pyrocephalus rubinus)
 
 
 

 

     
       
       
Patrocínio      
 
       
       
   
 
_Acompanhe as ações e atividades do Projeto Aves
     
 

Nas Redes

Quem Somos
  Pesquisa Científica
Reflorestamento e Produção Florestal
corporativo@pick-upau.org.br Mitigação de Mudanças Climáticas
55 11 3571-3480 CECFLORA - Centro de Estudos e Conservação da Flora
São Paulo - SP Negócios Sustentáveis
  Publicações
  Acervo Técnico
  Central de Educação e Jornalismo Ambiental  
 
Copyright 2015-2019. Projeto Aves. © Agência Ambiental Pick-upau. Todos os direitos reservados.