Talha-mar (Rynchops niger)
 
 
Projeto de conservação do maçarico-real vê resultados positivos
Espécie em declínio: Antes com 5.000 casais, hoje estão entre 200 e 500 pares
 

08/09/2020 – Um projeto de conservação ambiental inovador foi responsável pelo salvamento de filhotes de maçaricos-reais, uma das espécies mais relevantes e conhecidas da Irlanda do Norte, no Reino Unido. A espécie havia enfrentado ameaça de incêndio florestal.

Os ovos de cinco filhotes de maçarico-real foram salvos no fim da primavera local, quando um incêndio em turfeiras ameaçou os ninhos. Com uma autorização, os pesquisadores puderam coletar os ovos e criar as aves até o período de soltura no habitat natural.

Reprodução/Wikipedia

 



O maçarico-real já foi uma espécie comum na região na década de 1980, quando havia cerca de 5.000 casais em reprodução. Entretanto o avanço da agricultura levou a perda de habitat e a pressão de predadores como raposas e corvos reduziu o número de aves que nidificam no solo. A estimativa mais recente avalia que existam apenas entre 200 e 500 pares.

Segundo Siobhan Thompson, da Lough Neagh Partnership, a força-tarefa teve que agir rápido para proteger os ninhos após 12 incêndios florestais no local, entre abril e junho. "Ser capaz de fazer esse trabalho de linha de frente e cuidar de uma espécie que está realmente em declínio e precisa de um trabalho de conservação é fantástico."


Reprodução/Wikipedia

 



O trabalho registrou oito ovos resgatados, onde seis eclodiram e cinco filhotes sobreviveram. Os ovos foram incubados e receberam cuidados à mão. Nas últimas quatro semanas, os filhotes foram transferidos para um cercado ao ar livre, onde foram preparados para a soltura.

Segundo o cientista conservacionista Kendrew Colhoun, que auxiliou no projeto, a expectativa é que aves juvenis voltem a Lough Neagh para procriar quando atingirem sua idade reprodutiva, em algumas temporadas. Colhoun afirma ainda, que à medida que o risco de incêndios é iminente deve-se avaliar uma intervenção para salvar os ovos. “A decisão, entre as agências, corpo de bombeiros, agência de meio ambiente, foi que isso era uma coisa sensata a fazer - uma espécie de abordagem de crise. Não podemos sentar e assistir isso acontecer, temos que intervir.", disse a BBC.

Reprodução/BBC

 



Reprodução/BBC

 



Reprodução/BBC

 



O projeto desenvolvido pela da Lough Neagh Partnership, teve a colaboração de outros especialistas.

Criado em 2015, dentro do setor de pesquisa da Agência Ambiental Pick-upau, a Plataforma Darwin, o Projeto Aves realiza atividades voltadas ao estudo e conservação desses animais. Pesquisas científicas como levantamentos quantitativos e qualitativos, pesquisas sobre frugivoria e dispersão de sementes, polinização de flores, são publicadas na Darwin Society Magazine; produção e plantio de espécies vegetais, além de atividades socioambientais com crianças, jovens e adultos, sobre a importância em atuar na conservação das aves.

Da Redação, com informações da BBC
Fotos: Reprodução/Wikipedia/BBC

 
 
 
Periquito-rico (Brotogeris tirica)
 
 
 

   
 
_Acompanhe as ações e atividades do Projeto Aves
     

 

     
             
             
  Patrocínio          
   
             
             
     
 

Nas Redes

Quem Somos
  Pesquisa Científica
Reflorestamento e Produção Florestal
corporativo@pick-upau.org.br Mitigação de Mudanças Climáticas
55 11 3571-3480 CECFLORA - Centro de Estudos e Conservação da Flora
São Paulo - SP Negócios Sustentáveis
  Publicações
  Acervo Técnico
  Central de Educação e Jornalismo Ambiental  
 
Copyright 2015-2020. Projeto Aves. © Agência Ambiental Pick-upau. Todos os direitos reservados.