Garça-branca-grande (Ardea alba)
 
 
Ameaças
Depois de muita reclamação Ponto Frio atende Pick-upau
Organização pressionou empresa a retirar equipamento de seu site
 

09/07/2021 – Logo no período em que a varejista Ponto Frio mudava seu nome para Ponto, alterava sua logomarca e praticamente ‘excluía’ o pinguim (uma ave) de sua identidade visual, a empresa resistiu quanto pôde para eliminar de sua plataforma digital o equipamento “Espanta Pássaro Guardian 2 Eco À Gás Portátil Com Pedestal Fixo”.

Reprodução/Instagram Pick-upau

 

 

Quase um mês depois da primeira solicitação, com o envio de dezenas de emails e ofícios, o Ponto Frio (Ponto) finalmente atendeu ao pedido da Agência Ambiental Pick-upau para excluir de sua plataforma digital o equipamento nocivo à biodiversidade. A Organização enviou argumentos técnicos, científicos, econômicos e alertou a empresa, que faz parte do grupo Via Varejo, sobre os riscos de conformidade, estratégico, de integridade e de reputação.


Reprodução/Maxpixel

 



Com a pressão quase diária da Organização e a adesão de empresas concorrentes como Carrefour e Magalu, a varejista decidiu finalmente banir permanentemente o produto de sua loja virtual.

Histórico
Há dois meses uma ativista da Agência Ambiental Pick-upau, ao realizar pesquisas de mercado de insumos para a organização se deparou com o equipamento intitulado “Espanta Pássaro Guardian 2 Eco À Gás Portátil Com Pedestal Fixo”. Uma espécie de bazuca que deveria ser conectado em um botijão de gás GLP, e que prometia, segundo sua descrição, espantar aves, roedores, morcegos e qualquer outro animal que pudesse ser considerado uma ameaça para sua produção.

Tudo parecia um erro naquele anúncio. Uma imagem agressiva, que nada combinava com a plataforma; o uso de gás GLP, por certo um risco imenso à vida, até o próprio anunciante alerta para uso longe de crianças; a ausência completa de estudos ou justificativas científicas que aquele equipamento não causaria danos à saúde humana ou a biodiversidade. Até o escárnio de chamar o produto de ‘eco’, querendo atribuir ao equipamento um teor ecológico que jamais teria.

Além das aves, o fabricante do equipamento também dizia que era possível espantar roedores e morcegos. A bióloga-chefe da Agência Ambiental Pick-upau, Viviane Rodrigues Reis, explica como a eco localização é importante para os animais. “Os morcegos e os cetáceos dependem da audição como seu sentido primário de distância para a navegação e para a localização das presas. Os morcegos caçam insetos à noite e as baleias dentadas caçam peixes e outros animais marinhos em águas turvas. Os sons de altas frequências chamados de ultrassons (sons acima dos 20 kilohertz, ou seja, 20.000 ciclos por segundo) emitidos rebatem nos objetos ao redor, incluindo as presas, e o som recebido de volta, pela orelha do animal, pode traduzir estas ondas sonoras refletidas em informações sobre as relações do espaço fornecendo-lhes valiosas informações. (Pough et al., 2003). Desta forma esses animais conseguem viver em seus respectivos ambientes.”


Reprodução/Maxpixel

 



Após a exclusão do anúncio, a Pick-upau enviou ao Ponto Frio os mesmos questionamentos feitos ao Extra e a Casas Bahia, por meio da assessoria de imprensa, perguntando desde quando este produto está disponível no site da empresa. Quantos equipamentos foram comercializados nesse período. Se a empresa faz, em suas ações, a diferenciação entre responsabilidade ambiental e responsabilidade socioambiental. E se a empresa tem atuação na área ambiental para além das exigências legais. O Ponto Frio, agora apenas Ponto, não respondeu aos questionamentos e enviou uma nota.

“Agradecemos seu contato e esclarecemos que a Via realiza um processo contínuo de revisão de lojistas e de produtos cadastrados em sua plataforma. Contamos com uma equipe dedicada ao processo de identificação de itens, mantendo operante apenas parceiros condizentes aos requisitos de atendimento legais e os exigidos pela empresa. Sobre o item em questão, informamos que já foi retirado das nossas plataformas e incluído na base de restrição das marcas da companhia”, disse Juliana Andrade, da Comunicação Corporativa e Digital do Via Varejo, que controla o Ponto.

A Organização agradeceu as empresas Ponto Frio e Via Varejo por atenderem a solicitação de exclusão do produto. Mas lamentou o tratamento dado ao caso, afirmando que sem a pressão intensa e a atitude de concorrentes, o caso não teria esse desfecho.


Reprodução/Maxpixel

 



Criado em 2015, dentro do setor de pesquisa da Agência Ambiental Pick-upau, a Plataforma Darwin, o Projeto Aves realiza atividades voltadas ao estudo e conservação desses animais. Pesquisas científicas como levantamentos quantitativos e qualitativos, pesquisas sobre frugivoria e dispersão de sementes, polinização de flores, são publicadas na Darwin Society Magazine; produção e plantio de espécies vegetais, além de atividades socioambientais com crianças, jovens e adultos, sobre a importância em atuar na conservação das aves.

Da Redação
Fotos: Reprodução/Maxpixel

 
 
 
Biguá (Nannopterum brasilianus)
 
 
 

   
 
_Acompanhe as ações e atividades do Projeto Aves
     

 

     
             
             
  Patrocínio          
   
             
             
     
PROJETO AVES CONHEÇA + PROJETOS
SIGA-NOS
 

 

 
Quem Somos
Projeto Programa de Compliance
Notícias Negócios Sustentáveis
Espécies Plastic no Thanks
Ameaças Rede de Sementes e Mudas
Migração Pesquisa Científica
Nidificação e Reprodução Reflorestamento e Produção Florestal
Importância Mitigação de Mudanças Climáticas
Anatomia e Morfologia Publicações
You birds Acervo Técnico
Birds, Birds, Birds Central de Educação e Jornalismo Ambiental
Publicações Centro de Estudos e Conservação da Flora
Contato  
Doar    
 
Todos os direitos reservados. Projeto Aves 2015 - 2022. Agência Ambiental Pick-upau 1999 - 2022.