Talha-mar (Rynchops niger)
 
 
Notícia
Pesquisa sugere que sangue de aves pequenas aquece mais no inverno
Estudo indica que aves minúsculas podem ficar com sangue mais quente no período de frio
 

06/05/2021 – Uma nova pesquisa sugere que as pequenas aves podem estar fazendo bem mais que afofar as penas para se aquecer durante o inverno. De acordo com o estudo esses pequenos pássaros são capazes de fazer o sangue circular mais quente, com um sistema de aquecimento central.

O estudo realizado pela Universidade Lund, na Suécia, e pela Universidade de Glasgow, na Escócia, coletou e analisou o sangue chapins-grandes, chapins-de-carvão e chapins azuis, no inicio de outono e no fim do inverno. Isolando os glóbulos vermelhos, os pesquisadores observaram a atividade das mitocôndrias dentro das células dessas aves.


Reprodução/Maxpixel

 



No artigo publicado no The FASEB Journal, é descrito que as mitocôndrias são estruturas subcelulares capazes de produzir energia muscular e por meio de um respirômetro, os pesquisadores conseguiram analisar quanto oxigênio essas mitocôndrias estavam consumindo, deste modo, foi possível auferir que essas mitocôndrias estavam gerando energia ou calor.

Os pesquisadores verificaram que no inverno essas mitocôndrias foram mais usadas para gerar calor, uma ação desconhecida para que situação, visto que se imaginava que pequenas aves teriam um metabolismo mais elevado nos períodos de mais frio, exigindo gastar mais energia física. O estudo apontou ainda que durante o inverno foi registrado um número maior de mitocôndrias dentro das hemácias.

Agora os pesquisadores querem saber se o clima de inverno é o gatilho para essa mudança na função mitocondrial ou se fatores sazonais das dietas das aves também podem influenciar essa capacidade de sobrevivências dos chapins.


Reprodução/Maxpixel

 



Criado em 2015, dentro do setor de pesquisa da Agência Ambiental Pick-upau, a Plataforma Darwin, o Projeto Aves realiza atividades voltadas ao estudo e conservação desses animais. Pesquisas científicas como levantamentos quantitativos e qualitativos, pesquisas sobre frugivoria e dispersão de sementes, polinização de flores, são publicadas na Darwin Society Magazine; produção e plantio de espécies vegetais, além de atividades socioambientais com crianças, jovens e adultos, sobre a importância em atuar na conservação das aves.

Da Redação, com informações de agências internacionais.
Fotos: Reprodução/Maxpixel

 
 
 
Periquito-rico (Brotogeris tirica)
 
 
 

   
 
_Acompanhe as ações e atividades do Projeto Aves
     

 

     
             
             
  Patrocínio          
   
             
             
     
PROJETO AVES CONHEÇA + PROJETOS
SIGA-NOS
 

 

 
Quem Somos
Projeto Programa de Compliance
Notícias Negócios Sustentáveis
Espécies Plastic no Thanks
Ameaças Rede de Sementes e Mudas
Migração Pesquisa Científica
Nidificação e Reprodução Reflorestamento e Produção Florestal
Importância Mitigação de Mudanças Climáticas
Anatomia e Morfologia Publicações
You birds Acervo Técnico
Birds, Birds, Birds Central de Educação e Jornalismo Ambiental
Publicações Centro de Estudos e Conservação da Flora
Contato  
Doar    
 
Todos os direitos reservados. Projeto Aves 2015 - 2022. Agência Ambiental Pick-upau 1999 - 2022.