Talha-mar (Rynchops niger)
 
 
Notícia
Ave retorna à Irlanda depois de 300 anos
Um par de grou-comum foi avistado no ano passado em um pântano de turfa restaurado
 

02/06/2021 – As aves foram vistas na região de Midlands, na Irlanda, mas a localização exata foi mantida em segredo para proteger o casal. Depois de três séculos sumida da Irlanda, a ave que já se tornou parte do folclore e chegou a ser um animal de estimação na época medieval, agora parece estar de volta à ilha, segundo reportagens da BBC e do Irish Times.

O grou-comum era encontrado na Irlanda durante o inverno, mas não era registrado a mais de 300 anos, até que foram vistos fazendo ninhos durante esse período. Os grous eram as maiores aves da Irlanda e estão ligados a história do país, fazendo parte até do nome das cidades. A destruição de seus habitats fez as aves desaparecerem por volta dos séculos XVI e XVII.

Reprodução/Maxpixel

 



Os ecologistas envolvidos no avistamento estão otimistas, apesar de afirmarem que as aves não produziram ovos no ano passado, que não é incomum para os grous, que precisam de anos para formarem uma família. Acreditam que o grou-comum pode estar se restabelecendo na Irlanda, visto que outro individuo jovem foi registrado em Dublin, no ano passado.

Os indivíduos foram avistados em terras de propriedade da empresa semi-estatal Bord na Móna que extraia combustível de turfa dos pântanos, mas que interrompeu suas atividades de colheita em janeiro desse ano e migrou para a produção de energia renovável e a restauração de corpos hídricos. A empresa confirmou a presença das aves.

Os pântanos são importantes sumidouros de carbono, mas foram sistematicamente destruídos para a extração da turfa e para a expansão de outras atividades, que levou ao declínio de inúmeras espécies, entre elas o grou. Agora, o mundo tenta se mobilizar para restaurar essas áreas úmidas, reintroduzindo plantas pantanosas e encharcando novamente as regiões. Se os pântanos da Irlanda forem recuperados talvez o grou retorne para sua casa.

Reprodução/Maxpixel

 



Criado em 2015, dentro do setor de pesquisa da Agência Ambiental Pick-upau, a Plataforma Darwin, o Projeto Aves realiza atividades voltadas ao estudo e conservação desses animais. Pesquisas científicas como levantamentos quantitativos e qualitativos, pesquisas sobre frugivoria e dispersão de sementes, polinização de flores, são publicadas na Darwin Society Magazine; produção e plantio de espécies vegetais, além de atividades socioambientais com crianças, jovens e adultos, sobre a importância em atuar na conservação das aves.

Da Redação, com informações de agências internacionais
Fotos: Reprodução/Maxpixel

 
 
 
Periquito-rico (Brotogeris tirica)
 
 
 

   
 
_Acompanhe as ações e atividades do Projeto Aves
     

 

     
             
             
  Patrocínio          
   
             
             
     
 

Nas Redes

Quem Somos
  Pesquisa Científica
Reflorestamento e Produção Florestal
corporativo@pick-upau.org.br Mitigação de Mudanças Climáticas
55 11 3571-3480 CECFLORA - Centro de Estudos e Conservação da Flora
São Paulo - SP Negócios Sustentáveis
  Publicações
  Acervo Técnico
  Central de Educação e Jornalismo Ambiental  
 
Copyright 2015-2021. Projeto Aves. © Agência Ambiental Pick-upau. Todos os direitos reservados.