Talha-mar (Rynchops niger)
 
 
Notícia
Pato australiano prova que aves podem imitar a fala
Primeiro caso documentado de patos imitando sons leva pesquisadores a revisar a evolução do aprendizado da linguagem em aves
 

01/10/2021 – Um novo estudo publicado na revista Philosophical Transactions da Royal Society B, afirma que patos-almiscarados-australianos são capazes de imitar sons, incluindo a fala humana. A gravação do pato falante é o primeiro caso amplamente documentado de uma espécie sendo capaz de repetir sons que ouvem, juntando-se a aves canoras, psitacídeos (papagaios) e beija-flores.

O pato gravado chama-se Ripper e vive em cativeiro na Reserva Natural de Tidbinbilla, a sudoeste de Canberra. Os pesquisadores registraram a ave vocalizando o som de portas batendo e a frase ‘You bloody fool’ algo como “Seu idiota”.

Os pesquisadores acreditam que Ripper pode ter ouvido a frase do zelador da reserva, mas não sabem desde quando a ave teve contato com esse funcionário, nem quando foi o primeiro encontro. Ripper tinha quatro anos quando as gravações foram feitas e essas vocalizações eram realizadas quando fazia exibições agressivas de acasalamento.

O Dr. Peter Fullagar registrou Ripper pela primeira vez há mais de três décadas, mas só recentemente essas gravações foram verificadas pelo professor Carel Ten Cate, da Universidade de Leiden, na Holanda, que havia encontrado uma referência sobre um pato falante em um livro de vocalizações de aves. “Quando li a princípio, pensei: 'é uma farsa, não pode ser verdade'. Mas acabou sendo verdade”, disse Ten Cate.

Reprodução/Ilustrated Elizabeth Gould/Freepik

 



Apesar de a gravação soar como “seu idiota”, Ten Cate afirma que pode ser possível que Ripper estivesse dizendo algo como [food] ou “comida”. “Posso imaginar que o zelador diria, brincando: 'Ok, aqui está a droga da sua comida'.”

Fullagar também registrou um segundo indivíduo em Tidbinbilla, (Austrália) em 2000, imitando uma espécie diferente de pato. Os pesquisadores também observaram outros dois espécimes que possuíam o mesmo comportamento, mas não existem registros. Um pato foi ouvido “tossindo e imitando um pônei bufando”, no Parque Natural de Pensthorpe, no Reino Unido e um segundo indivíduo, em Slimbridge Wildfowl Trust, (Inglaterra) foi observado imitando “a tosse característica de seu criador de pássaros e também o guincho de uma catraca”.

Essa descoberta altera o que se pensava sobre aprendizado da linguagem vocal de aves. Ten Cate afirma que a capacidade do pato-almiscarado sugere que sua habilidade pode ter evoluído Independiente em vários grupos de aves.

Criado em 2015, dentro do setor de pesquisa da Agência Ambiental Pick-upau, a Plataforma Darwin, o Projeto Aves realiza atividades voltadas ao estudo e conservação desses animais. Pesquisas científicas como levantamentos quantitativos e qualitativos, pesquisas sobre frugivoria e dispersão de sementes, polinização de flores, são publicadas na Darwin Society Magazine; produção e plantio de espécies vegetais, além de atividades socioambientais com crianças,
jovens e adultos, sobre a importância em atuar na conservação das aves.

Da Redação, com informações de agências internacionais
Fotos: Reprodução/Maxpixel

 
 
 
Periquito-rico (Brotogeris tirica)
 
 
 

   
 
_Acompanhe as ações e atividades do Projeto Aves
     

 

     
             
             
  Patrocínio          
   
             
             
     
PROJETO AVES CONHEÇA + PROJETOS
SIGA-NOS
 

 

 
Quem Somos
Projeto Programa de Compliance
Notícias Negócios Sustentáveis
Espécies Plastic no Thanks
Ameaças Rede de Sementes e Mudas
Migração Pesquisa Científica
Nidificação e Reprodução Reflorestamento e Produção Florestal
Importância Mitigação de Mudanças Climáticas
Anatomia e Morfologia Publicações
You birds Acervo Técnico
Birds, Birds, Birds Central de Educação e Jornalismo Ambiental
Publicações Centro de Estudos e Conservação da Flora
Contato  
Doar    
 
Todos os direitos reservados. Projeto Aves 2015 - 2021. Agência Ambiental Pick-upau 1999 - 2021