Talha-mar (Rynchops niger)
 
 
Notícia
Aves migratórias passam mais tempo na Europa, diz estudo
Pesquisa da Universidade de Durham revela que aves estão passando mais tempo no Velho Continente
 

10/12/2021 – Será que em um futuro próximo as aves migratórias deixarão de realizar suas longas viagens anuais durante o inverno? Um novo estudo da Universidade de Durham diz que diversas espécies migratórias estão ficando até 60 dias a mais no continente europeu e o motivo pode ser as mudanças climáticas.

A pesquisa identificou espécies como rouxinóis, toutinegras e alvéolas. O estudo publicado na revista Global Change Biology analisou dados de ornitólogos na Gâmbia, entre 1964 e 2019 e do The Gibraltar Ornithological and Natural History Society, entre 1991 e 2018, para verificar eventuais mudanças no comportamento das espécies nas migrações.

Pensava-se que as aves programavam a migração com base na duração do dia, mas o estudo sugere que elas também podem estar considerando fatores como a mudança do clima e recursos da vegetação.

“Se as tendências que vimos neste estudo continuarem, podemos ver que, com o tempo, algumas aves não passarão nenhum tempo na África subsaariana e, em vez disso, passarão o ano inteiro dentro da Europa”, disse Kieran Lawrence, principal autor da pesquisa.

Reprodução/Maxpixel

 



"As mudanças nos hábitos migratórios que já estamos vendo podem levar a períodos de reprodução mais longos para essas espécies, bem como efeitos indiretos em outras espécies, tanto aqui no Reino Unido quanto nos destinos tradicionais de migração de inverno", diz o pesquisador.

A pesquisa também diz que pode haver mais competição por alimento na Europa durante o outono e inverno, caso as aves deixem de migrar. Já na África, a ausência das aves pode causar alterações no ecossistema, por conta do consumo de insetos e na dispersão de sementes e polinização.

Criado em 2015, dentro do setor de pesquisa da Agência Ambiental Pick-upau, a Plataforma Darwin, o Projeto Aves realiza atividades voltadas ao estudo e conservação desses animais. Pesquisas científicas como levantamentos quantitativos e qualitativos, pesquisas sobre frugivoria e dispersão de sementes, polinização de flores, são publicadas na Darwin Society Magazine; produção e plantio de espécies vegetais, além de atividades socioambientais com crianças, jovens e adultos, sobre a importância em atuar na conservação das aves.

Da Redação, com informações de agências internacionais.
Fotos: Reprodução/Maxpixel

 
 
 
Periquito-rico (Brotogeris tirica)
 
 
 

   
 
_Acompanhe as ações e atividades do Projeto Aves
     

 

     
             
             
  Patrocínio          
   
             
             
     
PROJETO AVES CONHEÇA + PROJETOS
SIGA-NOS
 

 

 
Quem Somos
Projeto Programa de Compliance
Notícias Negócios Sustentáveis
Espécies Plastic no Thanks
Ameaças Rede de Sementes e Mudas
Migração Pesquisa Científica
Nidificação e Reprodução Reflorestamento e Produção Florestal
Importância Mitigação de Mudanças Climáticas
Anatomia e Morfologia Publicações
You birds Acervo Técnico
Birds, Birds, Birds Central de Educação e Jornalismo Ambiental
Publicações Centro de Estudos e Conservação da Flora
Contato  
Doar    
 
Todos os direitos reservados. Projeto Aves 2015 - 2022. Agência Ambiental Pick-upau 1999 - 2022.