Talha-mar (Rynchops niger)
 
 
Notícia
Menos aves, menos trilha sonora da natureza
O declínio de espécies em todo planeta está alterando a paisagem sonora natural
 

13/12/2021 – Pesquisadores acreditam que a paisagem sonora da natureza está ficando mais pobre, ou seja, menos variada e mais silenciosa, o que contribui para a degradação ambiental. Uma pesquisa registrou alterações ao longo de 25 anos, em cerca de 200 mil locais na Europa e na América do Norte. As reduções generalizadas de aves afetaram a relação da humanidade com o meio ambiente.

A pesquisa publicada na Nature Communications considera o elo entre a paisagem sonora das aves e os humanos, e esse efeito pode ter muita influência de como a humanidade se relaciona com o meio ambiente.

Pesquisadores organizaram paisagens sonoras com cerca de cinco minutos, a partir de gravações de aves em um ano determinado, nos dois continentes e verificaram “uma perda generalizada da diversidade acústica e da intensidade das paisagens sonoras”, que tornaram a conexão entre humanos e natureza deficitária, “um declínio crônico”, que pode interferir na saúde e bem estar.

Reprodução/Maxpixel

 



Segundo Simon Butler, doutor da Universidade de East Anglia, no Reino Unido, o estudo não havia investigado aves de forma individual, entretanto, afirma que as aves tiveram uma redução de 50% na Europa e também sofreram grande impacto nos Estados Unidos, nas últimas décadas. “Tenho trabalhado com biodiversidade nos últimos 20 anos e, em todos os lugares que olhamos, vemos esse declínio em grande escala nas populações de pássaros”, disse ele, em entrevista ao The Guardian.

A pesquisa também relaciona esse declínio na paisagem sonora natural ao aumento da poluição sonora, o que resulta na piora da crise ambiental do planeta. O estudo alerta para as consequências desse declínio para os humanos. “Ciclo de feedback negativo, pelo qual um declínio na qualidade das experiências de contato com a natureza leva a uma redução na defesa e no apoio financeiro para ações de conservação”, descreve o estudo.

Atualmente, metade da população mundial vive nas grandes cidades. O avanço da urbanização e a proliferação de novas tecnologias e dispositivos eletrônicos deixam os humanos cada vez mais sedentários e com menos contato com a natureza, o que pode afetar a saúde física e metal. Políticas de conservação que contribuam para a proteção da paisagem sonora natural são fundamentais e devem ser adotadas pelos governos e a sociedade em geral, alerta a pesquisa.

Criado em 2015, dentro do setor de pesquisa da Agência Ambiental Pick-upau, a Plataforma Darwin, o Projeto Aves realiza atividades voltadas ao estudo e conservação desses animais. Pesquisas científicas como levantamentos quantitativos e qualitativos, pesquisas sobre frugivoria e dispersão de sementes, polinização de flores, são publicadas na Darwin Society Magazine; produção e plantio de espécies vegetais, além de atividades socioambientais com crianças, jovens e adultos, sobre a importância em atuar na conservação das aves.

Da Redação, com informações de agências internacionais.
Fotos: Reprodução/Maxpixel

 
 
 
Periquito-rico (Brotogeris tirica)
 
 
 

   
 
_Acompanhe as ações e atividades do Projeto Aves
     

 

     
             
             
  Patrocínio          
   
             
             
     
PROJETO AVES CONHEÇA + PROJETOS
SIGA-NOS
 

 

 
Quem Somos
Projeto Programa de Compliance
Notícias Negócios Sustentáveis
Espécies Plastic no Thanks
Ameaças Rede de Sementes e Mudas
Migração Pesquisa Científica
Nidificação e Reprodução Reflorestamento e Produção Florestal
Importância Mitigação de Mudanças Climáticas
Anatomia e Morfologia Publicações
You birds Acervo Técnico
Birds, Birds, Birds Central de Educação e Jornalismo Ambiental
Publicações Centro de Estudos e Conservação da Flora
Contato  
Doar    
 
Todos os direitos reservados. Projeto Aves 2015 - 2022. Agência Ambiental Pick-upau 1999 - 2022.