Talha-mar (Rynchops niger)
 
 
Notícia
Aves traem seus parceiros para evitar predadores
Comportamento das fêmeas incentiva cooperação contra ameaças
 

13/05/2022 – Um novo estudo realizado com o papa-moscas revela que o rompimento da monogamia pode ser reconhecido como uma estratégia usada por fêmeas para combater predadores. Por muitas décadas, psicólogos evolucionistas acreditavam que era natural machos tentarem gerar filhotes com várias fêmeas, enquanto as fêmeas deveriam ser mais exigentes para escolher os melhores pais. Contudo, evidências científicas revelam que as estratégias de animais são mais complexas.

A pesquisa com (Ficedula hypoleuca) revelou, por meio de testes de DNA, que apesar dessas aves geralmente criarem seus filhotes, os exames mostram que muitas vezes os machos que alimentavam os filhotes não eram os pais biológicos. O estudo publicado na Proceedings of the National Academy of Sciences testou uma nova explicação evolutiva.

Geralmente as aves adultas trabalham intensamente para proteger seus filhotes, mas por vezes os predadores são maiores e implacáveis, e podem precisar de ajuda para defender suas proles. Para avaliar a nova hipótese, os pesquisadores montaram caixas de nidificação. Cronometraram a nidificação na Caixa A, onde os machos tiveram a chance de acasalar com os vizinhos. No entanto, aqueles que nidificaram nas Caixas B e C não tiveram a mesma oportunidade. Predadores taxidermizados foram suficientes para ameaçar os ninhos B e C.

Reprodução/Maxpixel

 



Observou-se que as fêmeas não tiveram interesse ou iniciativa para ajudar os vizinhos quando os predadores foram apresentados, tampouco os machos das Caixas B e C. Entretanto, quando havia uma chance de tomarem as ninhadas vizinhas, os grupos de uniam em defesa dos mais jovens, ainda que não abandonassem seus próprios ninhos.

Os pesquisadores acreditam que os machos tinham a noção de sucesso nesse relacionamento extraconjugal, tendo mais frequência quando um dos filhotes em perigo era seu filho legitimo, por outro lado não se sabe como foi o pensamento dos indivíduos das caixas B e C. As primeiras teorias evolucionistas indicavam que a fidelidade feminina era reduzida, com o incentivo de seu parceiro em ajudar na criação dos filhotes, ou seja, um ato raro e com desvantagens. No estudo se observou um comportamento onde o macho (papa-moscas) mantém um segundo ninho, mas retorna para o original.

Contudo, testes genéticos mostraram a frequência em que a paternidade está fora do casal, sobretudo entre as aves. Os cientistas afirmam, que como em outros modelos de comportamento animal, precisamos ser cuidadosos nas hipóteses, sobretudo em relação aos humanos.

Criado em 2015, dentro do setor de pesquisa da Agência Ambiental Pick-upau, a Plataforma Darwin, o Projeto Aves realiza atividades voltadas ao estudo e conservação desses animais. Pesquisas científicas como levantamentos quantitativos e qualitativos, pesquisas sobre frugivoria e dispersão de sementes, polinização de flores, são publicadas na Darwin Society Magazine; produção e plantio de espécies vegetais, além de atividades socioambientais com crianças, jovens e adultos, sobre a importância em atuar na conservação das aves.

Da Redação, com informações das agências internacionais
Fotos: Reprodução/Maxpixel

 
 
 
Periquito-rico (Brotogeris tirica)
 
 
 

   
 
_Acompanhe as ações e atividades do Projeto Aves
     

 

     
             
             
  Patrocínio          
   
             
             
     
PROJETO AVES CONHEÇA + PROJETOS
SIGA-NOS
 

 

 
Quem Somos
Projeto Programa de Compliance
Notícias Negócios Sustentáveis
Espécies Plastic no Thanks
Ameaças Rede de Sementes e Mudas
Migração Pesquisa Científica
Nidificação e Reprodução Reflorestamento e Produção Florestal
Importância Mitigação de Mudanças Climáticas
Anatomia e Morfologia Publicações
You birds Acervo Técnico
Birds, Birds, Birds Central de Educação e Jornalismo Ambiental
Publicações Centro de Estudos e Conservação da Flora
Contato  
Doar    
 
Todos os direitos reservados. Projeto Aves 2015 - 2022. Agência Ambiental Pick-upau 1999 - 2022.